30.3.10

Hoje tem!

Gravação hoje confirmada. Ao invés de bases do Bjorn teremos guitarras Henrique. Vou colocar alguns solos, os temas de introdução de músicas e outras melodias de poucas notas já características no nosso trabalho! Um esquema compondo no "PLAY REC". Fiz isso no Back to Basics e no Cosmicômica e curto o desafio.
Teremos tudo devidamente registrado. E dessa vez prometo vídeos!

Muito feliz. Muito feliz com a oportunidade de escrever e gravar mais um disco.

Paz e Rock

HB!


29.3.10

Atualização da Gravação! Novas Composições!

Ao som de Arnaldo Antunes “Ie Ie Ie”! O melhor disco de 2009! ( E um dos melhores shows que vi também :)




Fim de semana “fora do ar”. Fui pra serra, contemplar pedra, mato, água, bixo e claro beber umas doses “ao ar livre”. Isso tudo depois de ter ensaiado sábado às 9:00 da manhã no sábado. Faremos o show no dia 16 de abril no Circo Voador, e como estaremos desfalcados sem o Melvin, estamos com uma programação mais intensa de ensaios do que o normal.
Bjorn tinha gravação no sábado mas alguns problemas técnicos limitaram a gravação a apenas uma música. Assim ficamos . Com gravação remarcada para amanhã, terça-feira. A programação para o dia é concluir todas as guitarras base.

Fim de semana extremamente inspirador. Não só pelo ambiente , mas pelas conversas que tive com Victor Stephan dos Estudantes. Vitão é “acima dos 10”, gente que segue no rock firme , há mais de 10 anos na estrada tocando, cheio de idéias e com uma visão clara sobre a empreitada de fazer rock ano após ano. Já toquei alguns meses com ele e juntos gravamos uma demo assinando com o nome de Bababoons, também na onda dos “3 acordes”. É inevitável juntar gente que gosta de tocar, algumas cervejas e não montar pelo menos uma “bandinha imaginária”, nem que seja pra durar até o final da conversa, mas de fato saímos de lá com boas idéias e vontade de fazer coisas.

No fim de semana ainda consegui achar um tempinho para seguir nas composições. Tenho aproveitado a vontade e os “bons ventos” que sopram e me trazem à mente melodias e canções. Definitivamente , está nos meus planos, após o lançamento do disco do CARBONA , fazer o registro de algumas músicas . Não sei ao certo o que nem com quem, mas a idéia ganha força.

Saideira: uma banda que sempre curti muito foram as Pipettes. Melvin me manda e-mail para ouvir os novos sons da banda , que de fato eu não tinha ouvido ainda, e há algo de diferente com as moçoilas. De 50`s a Sci-Fi. Ainda não tive tempo de fazer uma audição mais cuidadosa, mas ai vai a dica pra quem curte o som das moças: http://www.myspace.com/thepipettes

A gente segue na paz e no rock.
HB!

26.3.10

Ensaio matinal! Terceiro dia de gravação! Magaivers!

Ao som de Fidatevi! Mais precisamente "Strangers" que se não estiver enganado é uma canção dos Kinks e se não for vocês me perdarão por isso :) Uma música violão e voz com algum esforço percursivo, brilhante na voz única e caótica do Sr Weasel.

Amanhã acordo as 9 da manhã para ensaiar com o CARBONA. Mais precisamente para o show do dia 16 de abril no Circo Voador (Ababixo). Nesta data estaremos sem o Melvin, faremos o show com o amigo Lerik no baixo, o que nos obriga a dar um gás nos ensaios. Isso tudo em meio a gravação e aos compromissos de todo mundo. Pois bem, amanhã às 9 da matina a gente ensaia e logo em seguida pego o caminho da "roça" literalmente para ficar fora da cidade por dois dias. Enquanto eu pego a serra, Bjorn segue para o estúdio para trabalhar nas bases de guitarras que faltam. Levarei comigo meu violão para fazer as frases melódicas que abrem algumas músicas. Demais solos ficam por conta do Sr Bjorn. Isto feito é partir para mais dois dias de gravação. Vocal e Backings e Bingo! Temos o novo disco do CARBONA.

O Cronograma do projeto todo aponta lançamento digital para o final de maio. O disco ficará pronto muito antes disso mas seu lançamento está diretamente ligado à capacidade de organizar a "casa digital" para recebê-lo. Estamos trabalhando com a clara possibilidade de fazermos o lançamento digital antes do físico. Não queremos segurar o disco por muitos meses. Não faria sentido. Depois de três anos "batendo cabeça", no meu caso na parede, fazer o disco em 10 dias, gravar em 5, não faria sentido segurar meses à fio para lançar. A vontade de botar essa porra na rua rápido é grande. Urgente. Mas não quero também me impor cobranças. Acho que a alegria de ver a coisa "no ar" já se encarrega disso.
Como não estamos trabalhando com nenhum selo, vamos fazer o cd físico em parceira com pessoas que querem investir no disco, ou seja como uma coperativa. Junta-se um dinheiro, paga-se a prensagem, divide-se a prensagem, os direitos na mão da banda e depois cada um por si encarrega de vender os discos. Estamos estudando a possibilidade de fazer um disco em digipack, com projeto gráfico bacana e isso pode demorar um pouquinho mais. De qualquer forma, pra quem quiser comprar o disco logo no lançamento poderá comprar digital. Ou simplesmente tentar baixar pela grande rede.
Correrias à parte...

Hoje peguei o violão em casa depois do trabalho e continuei compondo. Não tem mais disco pra entrar, não te mais muito "porque" , mas elas continuam vindo. Isso muito me agrada. Venho amadurecendo a ideía de gravar algumas canções como esta, que estava ouvindo quando comecei este post.
Antes de partir pra serra, deixo um link de ensaio dos Magaivers de Curitiba. Banda "comparsa" do CARBONA com quem dividimos o palco mais de 70 vezes ao longo destes anos. Estão gravando disco novo, nos finalmente de pré produção and I Like it! Link com colagem de imagens em cima de ensaio do disco novo!

25.3.10

0:31 no Melhor do Mundo Estúdio!


Meia noite e meia de um longo dia. Acabo de falar aqui "Gente vamos trabalhar"(risos) . Bjorn comeca a gravar as guitarras de "Sempre que eu fico feliz eu bebo", dos amigos Gramofocas de Brasilia. Esta e a saideira de uma noite que ja teve teclados em "Maquina do Tempo", "Tornado"e "Semi-Vivo". Gravamos ainda as bases de guitarra em "Tornado", "Máquina do Tempo"e "Semi-Vivo". Este e um dia que comecou pra mim 5 da manha. Quase 24 horas ligado! A gravacao no fim do dia e o premio. O disco e pra mim um premio. Sai do trabalho as 18 horas e ate O melhor do mundo estúdio encarei uma viagem urbana de duas horas.

Durante este tempo ouvi dois discos: These ones are Bitter do Ben Weasel e ainda Bark Like a dog dos Screeching Weasel. Se os Ramones me fizeram tocar, Ben Weasel me faz continuar. Ouvindo Screeching Weasel acho respostas incríveis para perguntas cretinas e sem sentido. Pareço gostar cda vez mais do trabalho do Sr Weasel e compreender cada vez mais minha ligacao com a musica.

As fotos daqui estao tiradas, mas a hora e avancada. Amanha eu as coloco por aqui. Sábado temos ensaio pela manha para o show do Social Distortion. Tocaremos com o Lerik, que substituira o Melvin e a agenda de gravacoes mais compromissos particulares nos tirarao da cama as 8.

A gente segue por aqui! Paz e Rock!

Meu Primeiro Disco Digital :)

Do fanzine de Xerox, à revista eletrônica, do K7 ao cd , do cd ao mp3, dos flyers em carta à comunidades e mídias sociais. É esta a trajetória do CARBONA de 1997 até aqui. O lançamento do disco “Dr. Fujita contra a abominável Mulher Tornado” e sua estratégia digital é um marco na “correria militante” da banda no independente.

A Internet não é novidade para a banda. Nossa história se confunde com a da web no país. Começamos a banda ao mesmo tempo em que conhecemos e-mail. Desta descoberta originou-se uma turnê norte-americana em 1998, toda agendada pela web e vivida insanamente em vida real.

De lá pra cá conhecemos flog, blog, ogs , Orkut, isso, aquilo e assim fomos acumulando experiência intensa musical viabilizando 550 shows, 4 turnês e 8 discos.

Nesta caminhada contamos sempre com o apoio do André Tauil e sua 13 Records que sempre apostou , apoiou e investiu na banda lançando nossos discos. No Apuros em Cingapura, tivemos o convite da Revista Outra Coisa para lançar o disco, conversamos com o André e ele entendeu que a experiência de distribuição em banca seria saudável pela banda e mais uma vez, contando com suporte da Toca do Bandido lançamos mais um disco.

Nos últimos 3 anos o cd físico enfrentava tempestades de desinteresse pelo público cada vez mais forte frente ao FREE mp3, e um a um , foram caindo os selos independentes. Passados 13 anos, arregaçamos as mangas e nos preparamos para lançar nosso primeiro disco digital.

O Meu primeiro disco digital não significa, ignorar o bom e velho cd, mas significa que ele é pensado originalmente como um disco digital, toda sua estratégia de divulgação é voltada para o digital e o físico vira apenas uma opção de consumo de música tradicional para quem curte o “disquinho” assim como eu. Ou seja, faremos cd físico também.

O lançamento digital de “Dr Fujita” encampa um esforço muito maior, o de trazer a banda de forma definitiva para o digital. Enquanto trabalho no novo disco, trabalho incansavelmente para licenciar todos os discos do CARBONA e disponibilizá-los para todos nos mais diversos canais de distribuição. Lojas web de mp3 com pagamento em cartão de crédito, venda através de celulares e obviamente o bom e velho CD.

Esse projeto me obriga a mergulhar em uma enorme burocracia de licenciamentos, contratos, com 13 records, toca discos e outros agentes que estiveram envolvidos no nosso trabalho ao longo dos 13 anos. Mas o resultado pra mim será gratificante e revitalizante.

Hoje estamos pagando pelo disco e mantendo todos os direitos na nossa mão , hoje estamos assumindo controle de 100% das atividades da banda e isso é um grande desafio pra gente. Bem verdade que que sempre tivemos grande parte do processo nas nossas mãos, mas agora é diferente. É uma volta. Um recomeço. Uma reestruturação. A adaptação a uma nova era.

O trabalho todo é feito com muito pouco ou quase nada de recurso. Mas o planejamento e a parceria com pessoas que apóiam o trabalho vão dando “empurrão” no projeto.
Eu vou contando um pouco disso tudo por aqui.

Ontem fiquei por conta da arte dos CDs. Conversando com ilustradores, passando referências, e mais um processo em andamento. As referências todas passam por cartazes de filme dos anos 40 e assim devemos dar vida ao “Dr Fujita contra a Abominável mulher Tornado”.

Hoje à noite tem gravação. Amanhã tem fotos, estórias e mais registro.

Fiquem na paz, fiquem no rock
Abraço

24.3.10

Segundo dia de gravação agendado + Sobre Tornados

Confirmado mais um dia de gravação. Nesta quinta-feira Melvin grava teclados, Eu e Bjorn gravamos guitarras na quinta-feira.

Sobre teclados. Sabe a introdução de “Onion Rings “ no Mighty Panorama? Pois bem, aquilo é teclado no CARBONA . Ou ainda pra ficar mais fácil pra você: “Bark Like a Dog” do Screeching Weasel. Essa é uma boa referência para o trabalho de teclados no novo disco do CARBONA.
No domingo fomos até lá, executamos as 11 músicas. PLAY REC valendo bateria e baixo. Agora na quinta a gente coloca guitarras base + guitarras “Bjorn”, que é aquele brilho extra que o Noruga trouxe à “Valentina” na gravação demo lançada no ano passado.


A partir daí ficam faltando solos e finalmente Vocais e Backings. E assim vai se criando “ Dr. Fujita contra a Abominável Mulher Tornado”.

Ontem escrevi e-mail pra banda propondo o nome e os e-mails que recebi foram os melhores! Fica aquele clima “mas que porra de nome é esse”, as brincadeiras rolando mas Bjorn me surpreendeu com a precisão e com a assimilação do conceito.

Uma das 11 músicas que fizemos , chama-se Tornado. Uma música de um minuto e meio, base clássica A D E , com melodias fortes, e que nos ensaios do disco acabou se tornando a “música-curtição”. Mergulhado em leituras sobre o tema, cheguei ao conhecimento de que a ciência tem no Dr Fujita um dos maiores pesquisadores deste fenômeno chamado Tornado. Inclusive deu nome a escala de medição destes temidos destruidores. Pois bem, entretido com o mundo dos tornados, cheguei até a descrição dos pontos da escala. Tornado força 1. Tornado força 2. Tornado força 3, até que eu cheguei a conclusão que existe uma bem humorada relação entre Tornados e o temperamento explosivo das mulheres risos!

A descrição de total destruição da 5 então me arrancou gargalhadas! Mas nada disso que escrevi até aqui tinha sido dividido com os CARBONA até que recebi um e-mail do Bjorn dizendo que tinha se amarrado na idéia de uma Mulher Tornado e a descreveu da seguinte forma: “ aquela que acaba com a lavoura, leva casa, levanta carro, leva alegria, leva dinheiro, sai empurrando todo mundo em volta, acaba com o coração, mexe com os sentimentos, etc”

Acaba com coração, mexe com sentimentos é o melhor de tudo (risos!)

Pois bem, deixando o disco num universo ficcional, de estórias contadas, nasce o embate entre Dr Fujita , e todo seu conhecimento, como um forte aliado na luta contra a Mulher Tornado. Eis ai o nome do disco. Eis ai o universo de criação do Carbona. Com melodias, simplicidade e bom humor.
E o melhor de tudo, pra terminar é que a música diz TORNADO, Eu não saio do seu lado! E assim será. Melhor com elas! Uma ode às mulheres!

Paz e Rock!

23.3.10

Nome do disco!

Opa! A criança já tem nome. Depois de "Taito Não Engole Fichas", "Cosmicômica" e "Apuros em Cingapura" vem ai :

Carbona em "Dr. Fujita contra a abominável mulher Tornado" , o novo disco.

Como o mundo anda rapidão, os velozes já espalham por aí. Nas páginas do recomendadíssimo http://rockemgeral.com.br/ , o nome do novo disco.
Mais notícias por aqui! Fiquem na paz! Fiquem no Rock!

Henrique

22.3.10

Faça você mesmo??? + O Game do Motoqueiro Doido!

Ola amigos, fui tentar fazer eu mesmo edição de vídeos da gravação de ontem usando meu velho PC e o maravilhoso Windows Movie Maker e o resultado foi uma batalha inglória de 3 horas ( 3 nobres horas que tenho entre o trabalho e o dormir) para no final das contas não conseguir fazer o maldito vídeo. Tudo bem, pelo menos Melvin ficará feliz ao saber que não disponibilizei nada inédito do disco (risos). A gente tem esta discussão interna e mesmo sabendo que ele tem um bom ponto as vezes é uma tentação colocar um ou outro arquivinho.

Um grande sucesso da gravação ontem foi a prática do game "motoqueiro doido" disponível no site da Laja Rekords . Além de se divertir jogando você ouve uma incrível versão Midi do clássico Motoqueiro Doido, dos Pedrero.

O Game:


Ainda nos embalos do novo disco, aguardo a confirmação do BJORN sobre próximos passos de gravação. Hoje tivemos burocracias técnicas mas importantes de gravação.

Hoje também rolou proposta oficialíssima de nome de disco e no Carbona rola pra isso uma certa votação, ou aval dos integrantes. Tendo o OK de todo mundo a gente divulga por aqui.

No domingo tive com Victor Stephan um artista gráfico amigo meu de quem sou grande fã! Coleciono suas peças e pedi encarecidamente que ele fizesse uma capa pro Carbona. Se o nome proposto vingar vai ser um prato cheio para o trabalho dele : http://www.victorstephan.com

Vou fazer um miojo e dormir. Segue o Rock! Na Paz!


21.3.10

Gravação Dia 1 - Um dia feliz

Mais de 3 anos sem gravar, depois de nos últimos 12 anos ter gravado quase um disco por ano. 3 anos sem saber se iria rolar de novo. Por alguns dias cheguei até a jurar que não. Barreiras impostas, barreiras quebradas lá estávamos nós, os CARBONA, desta vez reunidos com Bjorn Hovland, o novo quarto elemento para gravar nosso novo disco. Foi um dia feliz pra caralho. É muito bom poder dizer isso. Mundo vai , mundo vem, dúvida aqui, dúvida ali, incompreensão , correria, insegurança, preocupação. A coisa anda esquisita. Mas hoje, ali naquele estúdio chamado curiosamente de "Melhor do Mundo Estúdio" a gente se divertiu demais gravando as baterias das 11 músicas que comporão o novo disco.


Além da bateria gravamos também baixo e guitarra base. Bateras e baixos valendo. Guitarras base do Bjorn eventualmente alguma coisa. Ele votará nesta semana para trabalhar nas guitarras. Montagem da bateria começou as 10 horas, pasagem de som, acertos e timbres e o Play Rec começou por volta das 12:00 eu acho. Pedrão gravando bateria embaixo, e na técnica eu, Bjorn e Melvin tocando e comandando a diversão ao lado dos convidados que apareceram por lá pra tornar o dia ainda mais agradável.


Confere rápido nos BPMs, Melvin troca rapidamente corda dos baixos e música após música, após 3 ou 5 takes de cada música a gente foi desenhando o disco. Começamos gravando "Sempre que eu fico feliz eu bebo" dos amigos do Gramofocas. Em seguida "Este diabo deste traste deste amor". Depois fomos pra "Tornado", "Semi-Vivo", "O último Gol", "3:53". Paramos pra almoçar, voltamos e gravamos "Máquina do Tempo", "Valentina", "Massacre da Serra Elétrica", "Sopa de Agua Viva" e "A Alegria está de volta". No final das contas tivemos que refazer os dois primeiros sons gravados "Sempre que eu fico feliz" e "Esta diabo deste traste" por um probleminha técnico.


Agora é a parte mais tranquila da gravação. Bjorn vai pro estúdio comigo pra avançar nas guitarras base. Neste disco 70% das guitarras base ficarão na mão dele. Eu devo gastar mais tempo fazendo as frases e solinhos de melodia das músicas. Devo também ajudar o Melvin com alguns arranjos de teclado eventualmente.

Na saideira vem os vocais que é a parte mais difícil pra mim da gravação. Estou muito mais satisfeito com os últimos resultados. Valentina e Massacre DEMO já me deixaram satisfeito com os rumos que o vocal vem tomando. Penso em chamar um amigo meu Fabrício, que canta comigo nos Barneys para dar uma força na composição e arranjos de backings, mas nem ele sabe disso ainda.

É isso amigos. Com muita alegria a gente fecha o primeiro dia de gravações e vai contando mais por aqui!

Fiquem ligados e obrigado pelo suporte ao longo destes 13 anos.

Paz e Rock!

19.3.10

Domingo de Play Rec! Os Magaivers!

Acabei de trocar umas ligações com o Bjorn que vem encabeçando tudo relativo à gravação. Além de tocar guitarra e produzir o disco ele ainda está dando força no agendamento. Nossa gravação começa no domingo de manhã cedo, às 10:00 hs da manhã. Sábado temos um casamento pela manhã que deve rolar ate as 20 hs, com direito ao Melvin dando uma força de DJ, o alcool deve rolar e com isso fica difícil pensar em fazer alguma coisa séria no sábado risos.

Em algum momento do fim de semana , Bjorn passa no estúdio, deixa tudo acertadinho e no domingo a gente chega pro PLAY REC! No nosso último ensaio, Melvin tinha gravado todas as músicas no seu celular e tinha ficado de tirar o BPM das músicas . Ele me passou por e-mail e junto no e-mail uma coisa incrível :) um metrônomo web. Ah, essa web. É incrível a diferença no processo de gravação dos discos hoje em dia com o vaie vem de arquivos e com as facilidade on line.


Essa é a cara da "engenhoc@". Fui passando música por música com o fone no ouvindo, cantando a música na mente e batucando na mesa do trabalho. Galera olhando achando meio esquisito, risos, e por ai vai. Mais uma etapa vencida.

Este disco tem sido motivo de muita alegria pra mim. Quando eu gravei o último disco, não sabia quando iria voltar a fazer isso de novo. Ao longo destes três anos sem gravar, cheguei a achar que isso poderia não mais acontecer. Dezenas de vezes eu peguei o violão durante este tempo e não conseguia escrever uma frasezinha sequer. E logo em seguida vinha um desânimo fudido. Como se a bateria tivesse fraca. Fazer um disco com músicas que você gosta te faz ter vontade de escrever mais. Bom, segue o trabalho. De hoje até domingo é um tapinha aqui outro ali nas letras que devem sofrer muito pouco ou quase nada de alterações. To amarradão. Parece que estou viajando para outro planeta. Planeta onde durante 12 anos fizemos 550 shows, viajamos, rodamos, vivemos, incrível!

Ainda falando de estúdio... os comparsas dos Magaivers estão gravando novo disco, e a troca de arquivos tem sido intensa. Hoje ouvi alguns trechos de ensaio do disco novo dos caras, tudo muito bacana. As boas e velhas melodias matadoras do Sr. Iwamoto! Quem quiseer ficar por dentro do trabalho novo dos cara ai vai http://magaivers.blogspot.com/ Toda vez que falo do Magaivers e Rodrigo gosto de mostrar uma foto clássica de 1990 e poucos. Eu, Iwamoto e Joey! :)

A alegria está de volta.

Paz e Rock.

17.3.10

Gravação Confirmada! E outras sobre o disco e o circo.

Bingo! Gravação do disco novo do CARBONA começa neste fim de semana. Todo o processo foi dimensionado para durar 11 dias , sendo 5 de gravação e 6 de mixagem e finalização. Estava preocupado com o agendamento deste fim de semana pois daqui há 15 dias, Melvin se ausentará da cidade ficando um longo período fora. Mais uma etapa vencida! No fim de semana a gente vai contando por aqui o que rola! Outro assunto em pauta no mundo Carbona é a substituição do Melvin que não estará por aqui no show do Social Distortion e contaremos com a participação especialíssima do nosso amigo Lerik, que será baixista"um carbona por um dia" :) . Entre um corre e outro, entre um minuto e outro os assuntos vão se resolvendo e a gente vai botando o bloco na Rua. Ontem à noite conversei também com o André da Thirteen Records que tem os direitos de muitos de nossos discos. Estamos viabilizando o licenciamento digital dos discos do CARBONA. Isto significa que todos os discos estarão disponíveis para venda em mp3 com pagamento seguro em cartão de crédito. Sei que todos os discos estão espalhados pela web, mas quero me certificar de que todo o acervo esteja reunido num mesmo lugar com qualidade e facilidade para aqueles que qiserem pagar pelos discos. Quem preferir fazer o download "olho de vidro e perna de pau" sabe onde encontrar.

Hoje à noite quando chegar em casa tenho que gravar 3 vídeos para mandar para o Lerik. O set do show do Circo já está definido e nele teremos 3 músicas que ainda não foram gravados. Farei versões "de quarto" violão e voz para que ele possa tirar os sons na paz do lar. E assim vai se montando os dias do CARBONA novamente.
Ontem ainda troquei idéia com o comparsa e amigo Rodrigo Iwamoto dos Magaivers de Curitiba. Para quem não sane juntos fizemos a Chicletour, uma turnê sequencial que correu 25 cidades em 30 dias em duas edições. Como o Magaivers também está gravando disco e o ser humano não aprende (risos) foi inevitável mencionar o antigo projeto. Existe a vontade de colocar novamente as dus bandas na estrada, mas certamente em formato diferente dos anteriores. Aliás, quem quiser dar uma olhada no que rolou http://www.zonapunk.com.br/ver_materia.php?id=69 diário de bordo com fotos e detalhes.
O formato discutido com o Rodrigo é uma reedição especial considerando 4 capitais com a dobradinha Carbona e Magaivers. E não mais as turnês sequenciais.

Vou ficando por aqui. Fiquem em paz. Fiquem no Rock!

HB!

15.3.10

As boas novas! As novas do disco!

As boas novas: confirmado hoje o convite de abertura para o show do Social Distortion que acontece no Circo Voador no dia 16 de abril . O sentimento é de felicidade e acima de tudo respeito. Respeito a uma das grandes bandas de rock da história. Respeito àquele palco. Me sinto honrado de tocar no Circo, como convidado numa festa que pertence ao SD e ao público. O sentimento é de gratidão e pretendo me divertir muito mostrando também nossas músicas. O show é uma grande festa. E participar dela do palco é realmente muito bacana. Obrigado à todos envolvidos na produção do show, ao Circo Voador e à produção Social Distortion por nos deixar participar da festa! White Light White Trash White Heat é um dos maiores albuns de rock da história. É incrível pensar que verei as músicas destes caras!

Quanto às boas novas do Carbona, hoje acertamos valores de estúdio o que de forma definitiva garante a gravação do disco. As datas ainda estã sendo fechadas mas tudo indica que gravaremos "bateria + baixo" neste fim de semana. Isto feito, está garantido cronograma de gravação. A gente segue contando as novas por aqui.

Sigam na paz! Sigam no Rock!


14.3.10

Próxima parada PLAY REC!

Ao som de Lillingtons! No embalo dos poucos acordes. The Too Late Show! Este disco é mais um da série "eu era feliz e não sabia". Como fã, no calor dos lançamentos e da síndrome do "antigo era melhor" , quando saiu este disco eu não dei muita atenção. O Lillingtons vinha de Death By Television, um disco incrível, desfile de boas músicas, todo amarradinho em temáticas de ficção científica. Hoje escuto alguns discos que incluo nesta mesma categoria e penso " porra mas isso é bom demais". Comparação e música são coisas que não combinam, mas a gente está sempre tentado a isso. O mesmo aconteceu com "Television City Dreams do Screeching Weasel e num caso mais extremo o "Stranger then Fiction" que saiu depois de Generator e Recipe for Hate. Hoje olho e ouço o STF como um puta disco. Mas na época gralhei.

Domingão fechado no Rio. Muita chuva. Futebol na televisão. Três horas de ensaio, disco fechado. Arranjos feitos. A única pendência são arranjos de voz. Mas isso será trabalhado ao longo da semana e das próprias gravações. Fechamos o disco com 11 músicas. 11 músicas e muitas sobras. Na época que gravamos o Cosmicômica acabamos fazendo um disco com 19 músicas se não me engano. Este é um dos meus discos favoritos, acho que ali tem uma boa seleção de músicas. Outro dia conversando com o Melvin, pensamos " o Cosmicômica com umas musiquinhas a menos" seria um luxo :) .

Desta vez posso dizer q a gente vai gravar um disco que a gente persegue há um bom tempo. 11 músicas fresquinhas, inéditas. Voltando ao estúdio com pretensão de registrar músicas de punk rock, com produção na mão da própria banda. O Bjorn grava seu primeiro disco com a gente, e ainda produz o disco. Ele tem 10 anos de estúdio e rock nas costas, vai sem dúvida colaborar muito.

Nesta semana o trabalho continua. Confirmaremos as datas de gravação, mais trabalho em cima dos ambientes web da banda e muitos outros aspectos de "produça" da banda. Melvin registrou hoje as músicas no celular para definir em casa os BPM das músicas. Uma pequena revisão de letras na minha mão, e pronto! Temos um disco!
Paz e Rock!

13.3.10

Apronto final!

Opa! Hoje fizemos nosso penúltimo ensaio antes de gravar o disco. Estamos fazendo essa bateria final no Hanoi, tradicional estúdio aqui do Rio. O estúdio anda "com novos ares", equipo calibrado, som bom, é bom ensaiar com dois JCM-900, sonzera, chegando perto da sensação de "som de palco". Hoje sim! Fizemos na íntegra as 12 músicas do disco. De 1 à 12. Tudo certo. Amanhã a gente faz mais 3 horinhas para acertar arranjos e começar a gravar. Ainda hoje a gente se fala sobre orçamento da gravação que está sendo negociado, e uma vez fechado, a gente tem 5 dias dos próximos 15 entre dias de semana e fim de semana para gravar.

Bjorn me ligou cedo pedindo minha guitar emprestada. Tenho a minha flying V preta que uso em shows nos últimos 7 anos e tenho ainda uma Vermelha que usei apenas na turnê que fiz com o Magaivers e costuma ficar mais em casa. Como ela não tem case, tive que ir até o estúdio carregando ela pela rua. É engraçado que Flying V é uma guitarra que desperta muita curiosidade por aí, seja pelos desenhos animados ou pelos clássicos do rock. Num dia de sol, uma flying v parece mais uma melancia, risos, na cabeça.
A dobradinha de flying vs virou assunto no ensaio, a sonzera dessa guitar vermelha ficou muito bacana na mao do Bjorn e entramos "na pilha" de fazer uma dobradinha de flying vs no palco :)

O setlist do disco está fechado. O nome ainda não. Ensaiamos hoje 12 músicas. Sendo uma, a intro, que estamos já abrindo os shows. De resto temos das 11 músicas, 3 porradas e o resto todo com a velha sonoridade mais bácisa - ramônica , dos tempos de Mighty Panorama e Cosmicômica. Como disse antes, um disco de 12 musicas que não passa de 25 minutos. Cheguei a cogitar por este motivo a chamar o disco de "a arte de fazer pestanas", mas depois da sequência de nomes como "Taito Não engole fichas", "Cosmicômica" e "Apuros em Cingapura" , ficamos com a sensação de que "ainda não era isso" :)
Mais uma vez fiz uns registros do ensaio e da galera da banda, e sigo numa fase em que tocar estas músicas me traz grande alegria. Uma alegria que andava escassa nos assuntos referentes à banda. Não consigo pensar muito em shows ao vivo, mas a hora não é disso. A hora agora é aproveitar e curtir o bom e velho som "3 acordes" !
Amanhã tem ensaio final e mais coisa rolando por aqui.

Ah, se quiser nos siga no twitter oficial da banda http://www.twitter.com/carbona_oficial e fique ligado nas atualizações do Blog e outras novas.
Paz e rock!