29.1.07

Apuros no Nordeste , Munky Brain, Carbona Media

“Apuros” no Nordeste!
Hoje foi dia de avançar nos contatos com parceiros produtores de shows da reunião para viabilizar a nossa volta ao nordeste para divulgar nosso novo disco Apuros em Cingapura. As prováveis cidades são Natal, João Pessoa e Fortaleza. Previsão é de que as coisas rolem no mês de abril. Vamos torcer pra coisa acontecer. Fiquem ligados para mais novidades!

Munky Brain!
Este fim de semana ouvi pela primeira vez o disco novo do Queers. Infelizmente pude ouvi-lo apenas três vezes, o que me impede de escrever muitas linhas à respeito. Dizer que eu gostei é desnecessário. Na verdade posso escrever linhas sobre o prazer e a importância de ouvir um disco novo do Queers. Sendo eles uma de nossas maiores influências e fonte de inspiração pra fazer o rock, ouvir um novo disco é reencontrar o prazer e renovar a “licença” para viver o rock! Esta sensação e emoção de ouvir o novo disco de seus ídolos é o combustível para continuar gravando discos para aqueles que nos curtem. http://www.myspace.com/thequeers Lá você ouve dois sons do novo disco. Pra quem não conhece a banda, achei o clássico dos clássicos, uma versão de Dont Back Down dos Beach Boys. Aliás, em tempos de emule, quem curtir e quiser conhecer mais eu recomendo o álbum Don´t Back Down.
Carbona Media Atualizado.
A sessão de fotos com fãs do Carbonamedia foi atualizada. Sempre gratificante encontrar essa galera animada em shows e depois rever esses registros. O endereço mais uma vez está aí : http://carbonamedia.fspina.com.br
Paz e Rock!

26.1.07

Radio Universidade
Acabei de desligar o telefone com o pessoal da Rádio Universidade de Santa Maria. Na próxima quarta-feira vai ao ar no programa Pró-música , um especial sobre bandas independentes. Quem quiser ouvir o programa pode sntonizar a rádio via internet no site http://www.ufsm.br/radio . Os caras tem um blog também promusica800am.blogspot.com e vale o confere.

PDF Magazines
E isso aí minha gente! Revistas no formato PDF gratuitas na web. Vale o confere principalmente praqueles que trabalham com design, moda, artes em geral. http://www.pdf-mags.com/ Já dei uma sacada em alguns títulos, uma perdição para referências visuais e etc.. R$ 50,00 em revista importada? Ta mal!

Ben Harper
Rolou ontem show do Ben Harper no Claro Hall. Momento alto: uma bela interpretação de Heart of Gold do Neil Young! Não esperava ser brindado com uma das minhas canções favoritas de todos os tempos! Os hits fizeram bonito tb: Burn One Down , Diamonds e Two Hands. Principalmente num set longo, cheio de jams instrumentais que tornam o show um pouco "denso" para seu público aqui no Brasil. Mas valeu, o cara parece que toca por prazer, apresenta uma banda de primeira e ficou mais de duas horas no palco. Bacana! Pra quem ficou curioso, achei um link com "Heart of Gold" executada por ele no Japão.


Carbonamedia
Amigos em busca dos "sons perdidos"... o Carbonamedia, o clube de mídias do Carbona na web dirigido pelo Douglas e pelo Felipe, colocaram hoje duas músicas muito das antigas, gravação de ensaio que saiu escondido no Go Carbona Go versão canadense de 1998. Quem quiser conferir é só entrar http://carbonamedia.fspina.com.br Tosqueira com gosto de "bons tempos" (risos).

Guia Frusciante
OK, vocês já leram por aqui 500 vezes "ouvindo Frusciante". Saiu um review da obra do cara no site da Virgin. Resenhas de todos os discos lançados pelo cara. Eu recomendo! http://www.virginmegamagazine.com/default.asp?aid=CF7

Paz e Rock!

25.1.07

Não quero ir pro Japão, Quebrando o banco, Carbona por Pilar, As melhores fotos!

Não quero ir pro Japão!
Um título humorado e sensacionalista pro meu post de hoje. Uma brincadeira com a música do Cosmicômica “Eu quero ir pro Japão” para falar de algo nem tão engraçado que é a crescente onda no Japão de lugares que permitem somente a entrada de Japoneses. Placas em portas de estabelecimentos que variam numa escala de inflexibilidade que vai desde proibição total de freqüentadores estrangeiros, passando por uma liberação para estrangeiros desde que acompanhados por japoneses e alguns outros lugares que permitem asiáticos. http://www.debito.org/roguesgallery.html Link pra quem quiser dar uma sacada, o site de onde peguei as fotos.

Quebrando o “banco”, não a banca!
Ontem fui ao Maracanã ver o “glorioso” jogar. Já escrevi aqui várias vezes sobre meu comportamento passional em relação ao futebol e da minha postura de receber cada nova temporada com o espírito “rumo a Tóquio”. Veja só que ironia. Rumo a Tóquio (risos). Mas ontem sai foi muito puto do Maracanã. Um empate que muitos comemoraram como Vitória, mas sinceramente, ainda prefiro achar que empate com Madureira não é um bom negócio. Ontem pela primeira vez na minha vida fui assistir ao jogo de camarote. Nunca gostei de nada relacionado ao futebol que não fosse arquibancada. Não gosto de cadeira, não gosto de geral, disso ou daquilo. Gosto de “arquiba”, sou um arquibaldo cheio de orgulho. Mas estava a trabalho e cheguei a achar genial a combinação trabalho X futebol. Ledo engano, minha gente. Bola rolando, tensão usual, eu literalmente vendo meus amigos ali na minha frente na arquibancada, e muitos torcedores de outro time “buzinando” o ouvido. Valdir Papel faz uma golaço ,uma pintura abrindo o placar para o Madureira. Valdir Papel faz o segundo para o Madureira e eu ouvindo “se fudeu”, “vai sair daqui chorando”, e eu ali calado no meu canto por que não brinco com futebol. Botafogo faz o primeiro, Botafogo empata 2 X 2 e PUF! Explosão. Soco no banco do meu lado, o grito de Puta que Pariu , e PLEF! Voa pelos ares a madeira do tampo do banco. S-I-T-U-A-Ç-Â-O! (risos). Convidado trapalhão. Chega , bebe, quebra e vai embora. Uma péssima noite no futebol. E na saideira sobre futebol, meu amigo Rodrigo de Vitória, ES, que recepciona o Botafogo calorosamente no aeroporto toda vez que os caras vão pra lá está blogando. Blogando em preto e branco: http://rodrigofederman.zip.net/

Carbona por Pilar
Ontem postei aqui algumas fotos do ensaio que a Pilar fez com o Carbona. Ela “subiu” no site dela todas as fotos. Quem quiser dar um sacada é so clicar no link e curtir . http://www.lomohomes.com/mpilita

As melhores fotos ao vivo...
Uma das maiores curtições é receber fotos de shows da galera que esteve por lá assistindo cantando e curtindo e registra o show em fotos. Cada pessoa, cada máquina um olhar. Recebi do Lucas Sancassani as fotos abaixo. Curtição total! Valeu pela força Lucas! Ben Harper me aguarda! Ao vivo no Claro Hall. Paz e Rock!

24.1.07

Carbona por Del Pilar + Macabro Clube dos 27!

Ola amigos! Recebi ontem as fotos da sessão que fizemos com a nossa amiga Maria Del Pilar. A locação escolhida foi a sala do "Pedrão" que tem um clima "capa do apuros". Fotos diferentes, com climão festivo, fez minha cabeça! Você confere algumas dessas fotos aí embaixo e pra quem quiser conhecer o trabalho dela, vai se divertir a valer no mundo colorido de Pilar . Basta acessar o site http://www.lomohomes.com/mpilita . Varias sessões de Pilar feitas pelo mundo.

Navegando pela web encontrei um macabro , hilário e "sem noção" estudo estatístico feito por um site religioso que mostra dentre outras coisas que , sim, existe o macabro clube dos 27, que "Live fast die young" é realmente um lema levado a sério pelos roqueiros e segundo o site, de que o Rock mata! Uma questão de escolha. Com uma imparcialidade e radicalismo impar, o site termina perguntando: você quer a vida ou a morte? O clube macabro dos 27 , ou dos que morreram aos 27 é integrado por alguns artistas de peso como Janis Joplin, Jim Morrison, Jimi Hendrix, Robert Johnson, Kurt Kobain. Quem quiser acessar: http://av1611.org/rockdead.html

Agora se você quiser se divertir a valer, entre na página principal! E veja um belo exemplo de paranóia religiosa norte americana! Bizarro! Um contados vai mostrando quantas pessoas estão morrendo no mundo e indo pro inferno hehehe . Jesus! http://av1611.org .

Agora , uma homanem as musicas de vida eterna! Amigos, meu nobres amigos, usando o fogo contra o fogo, o veneno contra o veneno, a religião contra a religião. Ouçam o sermão do velho Badke. Muitos aqui presentes devem olhar pra esses sons como peças de museu. MAs acreditem amigos, essas músicas são eternas, libertam, e provocam reações sanguíneas e neurológicas que fazem a mente relaxar e viajar! Ouçam com carinho estes mestres!

Jimi Hendrix tocando Wind Cries Mary!

Doors tocando Touch Me

Paz e Rock!

22.1.07

CARBONAMEDIA.fspina.com.br

Sem som! Uma boa nova na web pra quem curte o som do CARBONA. Está no ar o http://CARBONAMEDIA.FSPINA.COM.BR uma iniciativa dos amigos Felipe e Douglas que tem como objetivo reunir arquivos de áudio, video, fotos e novidades sobre o CARBONA. A proposta nos agradou tanto que estarems linkando na abertura do nosso novo site. Enxergamos o Carbonamedia como um espaço criado por fãs, dedicado aos fãs e que por isso deve ser apoiado. A idéia é que ali, se encontrem as pessoas que curtem a banda e queiram trocar sons, arquivos, informação e etc. A gente sabe de outros espaços na web que são igualmente bacanas , como a comunidade Carbona Dowloads , criada pelo Leo Drumond que visa não disponibilizar discos e áudiod e graça, mas sim reunir materiais raros, b sides, gravações ao vivo, fotos de shows, coisas que as vezes nem a gente tem e curte muito visitar e pegar este material. De nossa parte vamos encorajar e trabalhar pra que todos que curtam a banda contribuam com conteúdo para o CARBONA Media e para o Carbona Downloads. Ainda sobre a distribuição do Apuros... Se você for de uma dessas cidades: FLORIANOPOLIS SC, BLUMENAU SC, JOINVILLE SC, MARINGA PR, LONDRINA PR, PONTA GROSSA PR, CASCAVEL PR, SOROCABA SP, LIMEIRA SP, AMERICANA SP, SAO JOSE DO RIO PRETO SP, VINHEDO SP, CAMPO GRANDE MS, CUIABA MA, GOIANIA GO, UBERLANDIA MG, ARACAJU SE, MACEIO AL, RECIFE PE, JOÃO PESSOA PA, NATAL RN, TERESINA PI, BELEM PA. E quiser nos ajudar, copie esse Flyer e envie para os seus amigos!Navegando por essa louca web, me deparei com um site chamado http://www.sellaband.com onde fãs contribuem com "dim dim", "dino", "capilé" para um artista gravar seu disco. Como todo serviço norte-americano existe uma longa lista de exigências , pólices e etc, mas o conceito é um tanto quanto interessante (risos). Amanhã , vou finalmente ver a sessão de fotos de divulgação que fizemos na semana passada. E por hoje é só! Paz e Rock amigos. Paz e Rock!

21.1.07

Uma grande celebração!

Ao som do Social Distortion! Fizemos nosso primeiro show de 2007 ontem no Hangar 110! Inacreditável! Emocionante! Revitalizante! 10 anos de banda, 10 anos de Hangar, 10 anos de recompensa. O ano de 2007 começou com o pé-direito. Este foi nosso segundo show da Cingapura Tour na cidade e o que fica é uma gostosa sensação de "prazer ao olhar pra frente", de pensar estamos vivos, os anos virão e podemos seguir no rock de forma positiva. Fizemos um set totalmente novo, colocando músicas que não tocávamos há muito tempo: No Words, Ela não quis ir comigo pro Cinema e novíssimas do "Apuros" que já começam a aparecer com força no set e fazem com que a roda do CARBONA gire. Gire nos empurrando pra frente, fazendo nossa história ao longo dos anos que estão por vir. O show começou com o bloco Vide Bula - No Words - Nathalia. Vide Bula abriu dançante, empolgando, uma legítima música Carbônica com solo r n´roll mostrando que o Apuros é combustível do nosso rock. Em seguida pude sentir a alegria de todo mundo ouvir de surpresa NO WORDS , do Taito, música que mesmo na época foi muito pouco executada ao vivo epra fechar "O Mundo Nathalia e a Lasanha", do Cosmicomica, causando igual alegria. Estas duas ultimas músicas foram pouco executadas ao vivo na época em que os discos foram lançados mas eram muito pedidas pela galera. Dai pra frente o que se viu foi uma grande celebração! Essa palavras "o show foi uma grande celebração" não são minhas. Foi isso que o Rogério do Hill Valleys falou assim que eu sai do palco. Fiquei fascinado com o fato de ver muitas caras novas por lá, isso pra quem está há dez anos na estrada significa muito, significa a possibilidade de continuar rollando o rock! Ontem no show teve ainda um outro momento mágico: ao chegar no Hangar um cara chegou pra mim e falou "oi eu sou o guitarrista e vocalista dos Conchas" . Eu ganhei o cd deles no ultimo show do Outs e tinha falado aqui no Blog que tinha gostado pra caramba do som.. Ele virou e falou "posso levar um som com vocês no palco?" Eu perguntei a ele : "Que musica vc toca?". Ele respondeu: TODAS! Eu toco qualquer uma com vocês! Chamei ele no palco e falei vamos tocar R N´Roll Colegial . Ele disse OK. Lá estávamos nós tocando a música, eu só com o microfone, ele tocando minha flying v e eu amarradão , me divertindo de front man (risos). Quando acabou a música eu nem olhei pra ele (risos) só mandei o nome dessa é 1001 Doses e Bum! Entrou na pressão com o cara tocando acorde por acorde. MUITO DIVERTIDO! O show foi muito divertido também pela reunião de bandas. 3 delas do rio , o Hill Valleys da qual o Melvin faz parte, os Cooper Cobras banda de velhos amigos e sensação do rock carioca e os amigos do 7 Elevens de sampa. Tudo muito divertido, na van, entre os shows, enfim, um dia de felicidade. Por último, mas não por isso menos importante, o carinho dos fãs e a possibilidade de retribuí-los da mesma forma. O "bate papo" , o " oi eu sou fulana, sou eu que te escrevo direto" e conseguir lembrá-la pelo nome, tirar fotos, assinar discos, poder agradecer toda essa gente que faz o show junto com o CARBONA! Obrigado amigos! Obrigado mais uma vez! Paz e Rock! Vamos as fotos:

ESSAS FOTOS FORAM GENTILMENTE SURRUPIADAS DO CARBONA MEDIA, UM NOVO ESPAÇO WEB CHEIO DE CONTEUDO, RARIDADES E NOVIDADES, CRIADO PELO FELIPE SPINA E PELO DOUGLAS. AMANHÃ FAREI UM POST ESPECIAL SOBRE ESTE NOVO ESPAÇO, MAS QUEM QUISER JÁ DÁ UM PULO LÁ! http://carbonamedia.fspina.com.br/ UMA INICIATIVA MUITO FODA!

17.1.07

De volta ao BPM! Último ensaio pro Hangar!

Ouvindo Prozac! Punk Pop Italiano. Mais pra pop do que pra punk. Bom som. Hoje rolou mais um dia de ensaio, último antes do show do Hangar 110. Fizemos um set especial , com certeza quem for ao show vai se divertir muito. A gente se divertiu muito ensaiando e está a 1000 pra voltar a um dos nossos palcos favoritos! Vc visitante do badke.blogspot anota ai os sons que rolam, por disco - Apuros : Vide Bula, Eu sou doente, Joga os dados Outra Vez, Lunático, Cara Escroto, Sessão da Tarde Cosmicômica: O Mundo Nathalia e a Lasanha, Eu quero ir pro Japão, Nebulosa Taito: No Words, Copo Dágua, Fliperama, Esqueletos em Todo Lugar, Ela não quis ir comigo pro cinema, Eu quero ir com Você pra Lua, 43, Meu Primeiro All Star. Pode ser que tenha ficado de fora alguma coisa. Estamos em horário avançado e a cabeça falha. Estou cansado e com um copo de Uisque na minha frente. Estamos ensaiando de novo no Casa 3 ( BPM), o estúdio onde gravamos o Taito e Cosmicômica. Descobrimos nessa volta à casa de como é praseroso ensaiar com um som descente. Realmente inspirador. Outro astral. Hoje mais uma vez dedicamos algum tempo as novas músicas. Estamos tocando 3 novíssimas canções: Não Mais Letícia, 55 presentes pra você e Coisa de Cinema. Isso tudo , por q o rock não pára! Levem fé. Hoje tomei conhecimento de um projeto que me deixou bem animado. A fundação de um "fã clube" ou de um espaço web com espaço para armazenamento de vídeos, música e outras informações em formatos variados sobre o CARBONA. Um espaço de interação para aqueles que acompanham nosso trabalho sob uma gestão de um cara que realmente entende de CARBONA. Em breve teremos mais notícias. Muito provavelmente este projeto fará parte do novo site do CARBONA de alguma forma. Obrigado desde já à todos os participantes. Hoje navegando na web, vi que estamos na capa da Revista Comando Rock , quem quiser dar um confere vá até a banca mais próxima e peça a revista. A Revista traz uma entrevista muito bacana com a gente . No site tem um pequeno trecho. Na verdade mais que um trecho, uma introdução ao longo bate-papo. Colei aqui pra vocês darem uma sacada: (texto gentilmente surrupiado da Comando Rock! Comprem a Revista!) Em uma época em que praticamente 50% dos grupos de rock quererem seguir a linha do "que está na moda" e quase o restante busca mesclar seu som com estilos cada vez mais inusitados, é de se emocionar encontrar um grupo que faz rock (neste caso, punk rock) puramente por diversão. Rock simples, na linha bubblegum do Ramones, refrões que "grudam" na cabeça e letras que falam de sonhos e desilusões adolescentes. Este é o caso do carioca Carbona, que está lançando seu oitavo trabalho Apuros em Cingapura. O título do CD, que está encartado na revista OutraCoisa e - no momento - vendido apenas em bancas de jornal, é uma referência ao país do Oriente que, tempos atrás, proibiu a venda de chicletes (em inglês, bubblegum) à população. Henrique Badke (vocal e guitarra), Melvin (baixo) e Pedro (bateria) não estão preocupados com o estrelato nem se suas (ótimas) canções vão entrar na programação das rádios. O trio, que tem um grande e fiel público, continua fazendo o punk rock como "ensinou" sua maior e principal influência, o Ramones: punk rock for fun! Nesta entrevista a Comando Rock, Henrique e Melvin falam do novo álbum, a parceria com a OutraCoisa, as mudanças em relação ao disco anterior Cosmicômica e o desejo de gravar um DVD que serviria para comemorar os dez anos de carreira do grupo em 2007. Desde o início dos traballhos com o "Apuros em Cingapura" eu tenho evitado ao máximo comentar comentários e matéria sobre a banda. Tanto na maioria dos casos positivos, quanto em algumas ocasiões de críticas negativas ao trabalho. Da mesma forma, a gente costuma conduzir os espaços de interação com fãs por motivos óbvios. Gosto! Respeito às opiniões e etc. Mas alguns espaços cedidos a banda tem um gosto especial pois são resultados de um acompanhamento de longo prazo do nosso trabalho. E isso é muito gratificante pois quando você senta pra bater papo a pessoa realmente sabe daonde você veio, aonde você está e pra onde vai. A Comando Rock é um desses espaços. A saideira do dia fica por conta de um vídeo que me mandaram do lendário e incomparável Dee Dee Ramone. Tudo relacionado a essa banda me emociona. Sou fã incondicional dos Ramones e ficar aqui falando sobre isso me parece totalmente denecessário. Ramones ! RA-MO-NES meu amigo. Mas esse vídeo me chamou atenção. Dee Dee é meu Ramone favorito. Falar isso com 31 anos é genial! (Risos) Mas é verdade. O Cara é meu Ramone favorito e neste vídeo de 2001 , anos após sua saída da banda, o cara aparece "no rock" tocando seu baixo já com uma certa displiscência, de uma forma que somente Dee Dee pode tocar e ainda sim soar "divino". Apreciem meus jovens! Apreciem! A música é um dos meus "oldies" favoritos. Uma execução caótica e delirante na voz (rouca) de Dee Dee Ramone. Rock em clubes, rock fascinante. Dee dee com seu cabelo capacete Ramone em versão cabelo branco. Paz e Rock! Paz e Rock Dee Dee!

15.1.07

La Re Mi!

Voltei a compor há algumas semanas. Não por compromissos, calendários, mas por necessidade. Estamos fazendo dez anos de banda. Dez anos de muita gratidão, satisfação e de muitas dúvidas e conflitos. Normal. Uma moeda. Dois lados. Ao longo destes anos me vi algumas vezes entrar correndo no meu quarto, batendo a porta, deixando la fora uma série de coisas que parecem deixar os turvo pensamentos acerca de quase 4.000 dias dedicados ao CARBONA. Pois é nessa hora, ali na "garagem", entre as 4 paredes do meu quarto com meu violão que eu faço o acerto de contas comigo mesmo. Olho o "prazer de tocar" nos olhos, sem intereferências e reafirmo a certeza de que há prazer. Assim tem sido. E continua sendo. Acho que estou escrevendo sobre isso por que hoje passei por um desses dias. Acabo de ficar duas horas trancado no quarto com minha viola na mão. Consegui colher algumas poucas frases de uma estória que começa a ser contada. Mas isso é mero detalhe. O que importa mais uma vez é que olhei o prazer nos olhos e vi que ele estava lá. Já tenho duas músicas prontas, escritas depois do "Apuros em Cingapura" e estou feliz por tê-las escrito. Já ensaimos as duas músicas e mais uma vez parecemos reativar a vontade de seguir tocando. Hoje encontrei mais uma vez a curtição de 1998. A mesma de quando escrevi IF YOU WANNA DANCE de nosso primeiro disco Go Carbona Go. Não comparo minhas músicas e sim o prazer de escrevê-las. Comparar discos e músicas é um papel que cabe melhor aos fãs. O irresistível exercício de comparar, rankiar, catalogar e atribuir notas. Sou fã de bandas também, muitas delas. Queers, Muzzarellas, Magaivers, Zumbis e além disso um fã de carteirinha de Nick Hornby e seu personagem Flemming. Acho que todos os amantes de rock são flemmings potenciais com Rankings, 5 melhores isso , 5 melhores aquilo. Muitas vezes me pego na tentação de comparar e rankear discos e sons dos meus artistas e bandas preferidos. Ultimamente tenho até me esforçado pra ter uma nova relação com a música, mas volta e meia me entrego a tentação (risos). Já com o CARBONA, ao compor discos, me dedico a monitorar e comparar o prazer de escrever as músicas. Acho que esta é a coisa certa a se fazer. Acho que aí reside a comparação produtiva. O prazer de compor é pra mim o selo de "qualidade" da estória toda. Músicas compostas ou escritas sem prazer, são músicas piores que as outras. O dia em que esse "índice" (se é que cabe falar de forma tão racional) cair, será o dia em que tudo perderá o sentido. Hoje escrevi algumas poucas linhas, mas reencontrei mais uma vez o prazer de compor. Amanhã temos ensaio. Colocamos no set list músicas como NO WORDS e ELA NÃO QUIS IR COMIGO PRO CINEMA. Músicas que escrevemos há anos atrás, que há anos não eram tocadas, mas que voltaram nos trazendo empolgação e felicidade por tocá-las. No Hangar 110 neste sábado estaremos no palco mais uma vez, em questão de minutos , passando de Vide Bula à Macarroni Girl. Quase 10 anos separando essas duas canções, quase dez anos de curtição. E como sempre, quase que como tradição, ao falar de CARBONA e anos, eu faço questão de escrever e registrar o OBRIGADO OFICIAL A TODOS QUE NOS ACOMPANHARAM E COMPARTILHARAM NOSSA CAMINHADA. Paz e Rock! (foto do nosso primeiro show no emporio, RJ)

11.1.07

Ensaio! Um novo set para o Hangar!

Ao som de REM! What´s the Frequence? Ontem fiz mais um ensaio com o CARBONA. O Segundo do ano. Ao longo desses 10 anos a gente já aprendeu que nosso esquema é "non stop". Toda vez que temos essas paradinhas de 10 dias a galera volta meio " e ai? tocar o que? " (risos). E aí acabamos fazendo aquele ensaio onde se fala mais e se conversa do que se "rocka". No ensaio passado não foi diferente. Ficamos desenferrujando com algumas músicas novas e nada mais. Ontem já começamos a retomar o rock, fizemos uma hora de músicas novas. Tem dois sons bem bacanas " Não Mais Letícia" e "55 Presentes pra você" que a gente já vem trabalhando pensando no nosso próximo disco. No resto do tempo a gente caiu dentro do set list de Sampa ( Hangar 110 no próximo domingo, dia 20) . Não tocamos no Hangar 110 há muito tempo e pretendemos fazer um set list especial com músicas novas no set que deve ser um pouco mais longo se o tempo permitir. Numa ordem aleatória, aí estão as músicas que tocamos no ensaio ontem, que podem ou não entrar no set: Joga os Dados Outra vez, Sessão da Tarde, No Words, Meu Primeiro All Star, Eu quero ir pro Japão, Cara escroto, Meu Primeiro All star, Lunático, Esqueletos, Fliperama, Ela não quis ir comigo pro cinema, Copo Dágua. Acho que foi isso. Obviamente temos "o de sempre" como 43, Lua, músicas que não podem ficar de fora. A gente tem mais 3 ensaios para o show e a certeza é de que teremos um set diferente e animadão! Fazia anos que não tocava "Ela não quis ir comigo pro cinema" e "No Words" e a sensação ontem foi boazona. Você revisitar músicas suas, que estavam "de fora"por algum motivo e de repente redescobrir a onda de tocá-las. No words! Paz e Rock!

10.1.07

Acordes Cariocas!

Opa! Ouvindo Dee Dee Ramone com Stiv Bators, bebendo um uisque! Acabei de bater um longo bate papo pelo fone amadurecendo nosso segundo clipe do "Apuros" . Um esquema um pouco diferente do que foi feito para Lunático, uma proposta e linguagem um pouco diferente, mas q tenha a cara do CARBONA. Ainda estamos conversando sobre músicas , mas mais do que isso estamos conversando sobre propostas e caminhos. Tenho mergulhado muito ultimamente neste mundo de novas linguages de vídeo, conhecendo as quase infinitas possibilidades e buscando entender de que formas A CARA do CARBONA pode ser passada através destas novas possibilidades. Um bate papo que é uma verdadeira cachaça mas que foi guardado para uma mesa de bar. Amanhã meu dia começa muito cedo, as 6 da manhã e acaba com ensaio de 20 as 22. Tenho passado meus dias com a incômoda sensação de que os dias não cabem mais em suas 24 horas e confesso a vcs que ando tomado por uma certa de angústia de querer e ter muito a fazer, produzir e de ter q lutar contra o tempo. Muita música pra escrever, muita coisa pra ler, muito som pra ouvir. Enfim bem-vindo aos dias de hoje, nada disso é novidade. Meu último fim de semana, foi dedicado exlusivamente ao nada fazer e ao som escrever. Tenho no meio da confusão dedicado tempo a composições. O prazer de escrever é crescente e isso garante a longevidade de "viver a música". No fim de semana me entreguei ao violão e ao mar, isolado da cidade gramde. Nessa hora ai , estava mergulhado na composição de "Canção da Sorte". Mais uma de 3 acordes. 3 acordes caricoas. Paz e Rock amigos!

8.1.07

Novas sobre o novo site do BONA! Nova sessão de fotos! O som dos Cobras!

Sem som! Andei fora do ar alguns dias depois de um longo e prazeroso inverno escrevendo por aqui. Recebi hoje o novo layout do site do CARBONA, estamos bem perto de colocá-lo no ar. Um site que da continuidade a nossa versão atual, mas com visual mais moderno, novas fotos e muito mais conteúdo de áudio e vídeo. A idéia é juntar de forma definitiva todos os espaços web que mantemos no ar. Pouco clicks levando ao máximo de informação. Assinado mais uma vez por Davi Ferreira. Nosso @njo da guarda, sempre trabalhando nossos sites. Estes dias de website me obrigaram a vasculhar arquivos. Depois de dez anos, esse é sem dúvida um exercício divertido. O ano começa quente! Estamos também conversando sobre a possibilidade de rodarmos um segundo vídeo clipe do disco. Processos iniciais sobre músicas, idéias preliminares para rolar mais um clipe do "Apuros". Nossa volta aos palcos em 2007 acontece em Sampa no dia 2o de janeiro , no Hangar 110, ao lado dos HillValleys , Cooper Cobras e os Seven Elevenz. Quem quiser dar uma força na divulgação, acesse nosso fotolog http://www.fotolog.net/quarentaetres e pegue o flyer virtual. Sua ajuda como sempre é preciosa. Voltar ao Hangar 110 é sempre especialíssimo. Neste completamos dez anos de rock e ao longo desses anos vivemos dias de muita felicidade por lá! Que venha o Hangar! Neste fim de semana a gente vai realmente fazer uma nova sessão de foto com uma amiga minha que só usa máquinas vintage. Fotos divertidíssimas e diferentes. O resultado a gente mostra por aqui. Fiquem com os sons dos "Cobras" que estarão conosco no Hangar 110. Paz e Rock!

5.1.07

Houston we have a problem! Novo queers a caminho!

Sem som! Depois de longo e tenebroso inverno voltamos a ensaiar com o CARBONA. A gente tem show marcado no Hangar 110 em São Paulo dia 20 de janeiro e é hora de esquentar os motores. Aproveitamos a primeira hora pra tocar novos sons, músicas que andei escrevendo e depois batemos bola no "set list de show". Aproveitamos tb pra tocar sons do Apuros que não estávamos levando nos primeiros shows da TOUR. Hoje tocamos "Porque", coisa que não fizemos desde que terminamos o disco. Outra música que chegamos a tocar no ano passado e que teve um resultado muito bacana nos shows foi "Demolidor". Essa é uma música que eu gostaria de trazer de novo pros shows. A gente nas próximas semanas vai seguir montando um novo set de shows e o rock segue rollando na estrada. Pedrão me falou no ensaio sobre as novas músicas do Queers no My Space http://www.myspace.com/thequeers . Acabei de ouví-las e cá estou com um sorriso no rosto. Nada como você entrar em contato com as suas influências e renovar o prazer de ouvir algo que te dá prazer. Sensacional! Pra que conhece os Queers, clique e veja como os caras estão no melhor de sua forma. Joe Queer com um vocal "na cara", cada vez menos enterrado nas guitarras, cada vez mais participante. Curti muito isso. Para quem não conhece os Queers, não perca tempo! Click ai e veja uma das bandas que mais mexe com o velho Badke! Vem disco novo dos caras por ai "Munki Brain" com uma capa sensacional! Cérebro de macaco! Uma TV e uma vitrola velha! Toda vez que ouço material novo desses caras mergulho num dos melhores períodos musicais, os "lookout years", uma época em que GREEN DAY, THE QUEERS, GROOVIE GHOULIES, SCREECHING WEASEL E VINDICTIVES faziam parte de um mesmo selo. Sensacional! Hoje se não me engano quase todos partiram deixando apenas alguns discos no catálogo ( http://www.lookoutrecords.com ) . Impossível tb não lembrar dos shows aos lados do Groovie Ghoulies no Canada, com B-Face dos Queers no Baixo e com Dan Panic do Weasel na bateria . Sem dúvida a melhor formação que os Ghoulies já tiveram. Pura Magia! Se você quiser seguir no embalo dos Queers , se esbalde com uma nova entrevista dos caras na revista eletrônica Recoil http://recoilmag.com/interviews/?1017 . Para fechar, em total clima de nostalgia, um videozinho que me emocionou! Ha muitos anos sou fã dessa banda e nunca tinha visto mais de 1 minuto de imagem desses caras! Vindictives no início dos anos 90 tocando "Ugly American" e "Control Me". Opa tem "Circles" tb. Se você é fã de punk rock , rock 3 acordes ou seja lá o que for, queira baixar o disco many moods of The Vidctives. Mas acredite, comece por esse por que estes moços tiveram ao longo da breve carreira fases bem conturbadas e você pode se assustar. De quebra, se não estiver enganado (risos) o Ben Weasel está tocando com os caras nesse show. Acredito que sim por que numa determinada fase chegaram a fazer muita coisa juntos, inclusive trocaram de integrante. Se não me engano o Wiggle foi gravado por um integrante dos Vindictives. Enfim, pouco disse importa. Paz e Rock! Vindictive ROCK!

3.1.07

Great Audio Experience??? + Interiorama + Lunatico

Ontem escrevi algumas linhas sobre o Youtube e acabamos chegando num ponto interessante sobre a mudança da percepção das pessoas quanto a qualidade de um arquivo de áudio e vídeo. Citei um exemplo do mpg gravado na sala de espera de um estúdio onde um músico se preparar para gravar um disco milionário. Estes arquivos parecem despertar mais interesse do que o próprio disco milionário. A gravação do disco no formato usual parece ser “default”. O “algo mais” , o inusitado, o conteúdo interessante e diferenciado parece fazer uma queda de braço em termos de relevância com o de sempre gravado nos moldes radiofônicos ou comerciais. Hoje passeando pela web me deparei com uma notícia que parece complementar nosso bate papo de ontem. A CONSUMER ELETRONICS ASSOCIATION http://ce.org/ acaba de lançar uma campanha que tem como objetivo convencer os fans de música ou consumidores comuns a voltarem a se preocupar com o consumo de música com mais qualidade de reprodução de áudio, isto é, algo que vá alem do seu walkman, headphone ou caixinhas mulambentas de computador no seu trabalho e no seu quarto. A campanha é chamada de The Great Áudio Experience http://www.greataudio.com/index.html e conta com o 3 doors down endossando a idéia. Mais curioso do que o programa em si , é a revolução e a canseira que uma nova geração de conectados , que já nasceu vendo vídeos em you tube e ouvindo mp3 em formatos convenientes está dando na indústria. Não só fonográfica mas também de eletrônicos. Em termos gerais nada muda é receita que sai de um lado e vai para o outro. Sai da “divisão” de Micro systems e o dinheiro entra na divisão de “portáteis”. Mas pelo menos , fica a sensação de que é hora de “queimar a mufa” e entender que as coisas mudam, as pessoas mudam e que mais do que nunca é hora de inovar e dialogar com as pessoas. Eu como músico só sei de uma coisa. É hora de fazer música! Falando em fazer música, está no ar no site da Laranja ao caos, Selo / Produtora guerreira do interior de São Paulo a coletânea virtual INTERIORAMA VOL 5 . Você pode acessar pelo site http://www.fotolog.com/interiorama Ainda não tive tempo de sacar todos os sons, mas está aí a dica pra quem quer ouvir rock alternativo nacional. Bandas novas, bandas antigas, um belo selecionado. O Carbona entrou com Lunático. Pra quem não viu o Clipe ainda , ai vai:
Lembrando aos visitantes que em função da temática do post de ontem e hoje, achei interessante comments. Lembrando que meu e-mail henriquebadke@gmail.com está sempre aberto pra "prosear". Paz e Rock amigos!

2.1.07

You tube, I tube, todo mundo tube!

Ao som do Screeching Weasel! Toco desde 1993. Ao longo destes anos desenvolvi não só o amor pela música mas também o amor pela "correria". Pelo "fazer acontecer". Hoje eu diria que são coisas que se misturam . Não levanto bandeiras, não acho que o músico deve ser músico-produtor e acumular funções, mas de fato, comigo foi assim, com o CARBONA tem sido assim, e eu abraço as oportunidades e vivo estes dias com satisfação. Talvez se nossa trajetória tivesse sido outra, não estaria aqui agora. Mas não penso no "se" e sim no "o que é". E o meu presente é feito de acompanhar, entender , pesquisar para fazer a banda da qual faço parte continuar na estrada e continuar pulsando. Esse gosto pela "correria" tem me deixado alerta a tudo que anda acontecendo. E muito tem acontecido. Muito mesmo. De uma hora pra outra comecei a ver que muito do que aprendi começou a cair por terra. Antigas práticas de promoção artística passaram a não surtir mais efeito, velhas estruturas desmoronaram, novas forças apareceram, novas idéias surgiram, novas ferramentas e uma eterna busca por novos formatos de comunicação se estabeleceu. A forma de fazer música vem mudando, a forma de se produzir música vem mudando assim como a forma de vender e de consumir música. Uma dessas novas ferramentas, o You Tube, vem chamando minha atenção. E me fascinando. Fascinando não como "site de armazenar imagens" mas como algo que vem mudando a percepção de "qualidade" de áudio e "vídeo" , subvertendo a relação "qualidade técnica de gravação de áudio e vídeo X relevância do conteúdo". Até um tempo atrás viviamos a ditadura da qualidade, da estética de som perfeito, da alta fidelidade. A mesma tecnologia que criou mecanismos precisos de gravação e reprodução de som , se "domesticou" fazendo com que a produção de audio e vídeo estivesse ao alcance de muitos. O áudio "perfeitinho" e caríssimo perdeu espaço para o áudio e vídeo inusitado, criativo, interativo. Hoje somos capazes de ver um músico tocando violão no sofá do estúdio antes de gravar um disco milionário e essa gravação "tosca" parece causar mais comoção e despertar mais interesse do que o tal disco. Nada de mal nisso, apenas uma mudança na forma de se relacionar com áudio e vídeo. E isso é um fato! É notório que as pessoas estão dispostas a se "alimentar" e satisfeitas com os vídeos que estão sendo vistos no you tube. Vídeos que tem "conteúdo" e pouca forma ( isto é qualidade de gravação). A descoberta de que o prazer de ver sua banda tocando num barzinho segunda à noite pode ser mais legar do que o DVD perfeitamente iluminado e com 5.1 sei la o que vem causando mudanças. Pode não substituir a alta fidelidade, mas sem dúvida divide espaço. A própria decisão da MTV de não passar mais clipes em sua programação e deixá-los restritos ( será que cabe essa palavra???) ao MTV Overdrive (espaço web para video clipes) já não reflete essa mudança? Importante ficar claro aqui que não se trata a uma ODE ao TOSCO, ao porco ou ao "mal feito", mas sim um brinde ao endurecimento da queda de braço entre CONTEÚDO x QTGAV . Indo mais além nessa estória de you tube, chegamos na selvageria criativa da subversão Artista X Fã. Uma das coisas que mais tem me fascinado nessa estória toda. O vídeo clipe é um grande barato. Quando feito com cuidado e com participação do artista pode ser uma bela ilustração de "uma" das infinitas "versões" de uma canção. Pode ser algo legal. Por outro lado acaba limitando e influenciando na visão daquele que ouve a música. E neste momento, começamos a ver um movimento onde as pessoas começam a expressar e dividir com outros suas próprias leituras e visões. Achei no you tube dois desses vídeos do CARBONA e me fascinaram. Me fascinaram quando vi que um deles foi mais visto no you tube do que um de nossos clipes "oficiais". Fiz questão de trazer esses vídeos pra cá e dividí-los com vocês. Achei foda a sensação de ver ( eu já sabia que existia) concretizado uma leitura diferente da nossa. E ainda melhor, ver essa versão exposta pra outros. Fascinante! Sensacional! O clipe abaixo é da música "O fim do Mundo". Do nosso disco Cosmicômica de 2005. Clicando duas vezes você chega no criador do clipe! Não coloquei créditos aqui por q nao tenho nome e contato mas com dois clicks é possível acessá-lo pelo you tube!
A outra música que ganhou uma versão em clipe é 43 , uma música que o CARBONA gravou no seu disco de 2003.
Fico feliz de ver materializado a "relação" e "interação" das pessoas com a música do CARBONA. Vendo isso fiquei viajando na curtição de seus criadores "desenhando", "ilustrando", "pensando", "vivendo" as estórias e músicas! Agradeço aos criadores desses dois vídeos e convido e encorajo a todos a assití-los. Isso não é só um vídeo, e uma nova forma de interação e relação com som , imagem e criação artística! Por último pra ilustrar o grande barato do conteúdo, que tal JOHN FRUSCIANTE TOCANDO NA VIOLA Havanna Affair dos Ramones? Impagável! Paz e Rock!

1.1.07

Os incríveis animais que tocam!

Primeiro de 2007! Segundona da ressaca. Bebi muito ontem mas a infalível técnica do copo dágua a cada dois copos de uisque me deixou "pronto" pra outra. Incrível. Tão simples quanto isso. Bebeu duas, bebe agua. A festa vai longe, os copos tb. Fim de semana acabou sendo bem "musical" com a visita do amigo Kaly. Ganhei de presente um disco dos "Incríveis animais que tocam", o cd Quatro Dedos. Não entendi direito como a coisa funciona. O cd vem escrito apenas "Quatro Dedos" e nenhuma menção aos Incríveis Animais que tocam , embora no you tube os vídeos aparecem nomeados com o nome da banda. Pelo pouco que o Kaly me contou, isso pouco importa por que os caras não fazem shows e são mais ligados nas composições e nos trabalhos de vídeo e etc. O cd tem as duas músicas que eu já conhecia e gostava bastante. O Cd tem os dois vídeos e achei eles no you tube pra dividir com vocês. O som é um tanto quanto sombrio, letras densas, um folk "soturno" com estórias bizarras. Um vocal falado no estilo Lou Reed que ganha dramticidade nos vídeos filmados com cenas "reais". Cenas de Rua, do dia a dia. As estórias ganham vida a partir de imagens que aconteceram , de pessoas reais. Abaixo você vê e ouve "5 pratas" e "A puta que comia a foto de seus ídolos". Neste segundo você tem algumas coisas ficcionais. Mas a grande maioria das imagens são "roubadas" da vida real.
Neste próximo vídeo as cenas da "puta" fervendo as fotos antes de comê-las foram encenadas. Uma curiosidade: os ídolos prestes a serem devorados : Frank Jorge e o Kaly.
Achei bem interessante essa proposta de vídeo clipes feitos com imagens reais. É interessante a idéia de momentos , fatos concretos ocorridos, registrados e eternizados. Gente anônima que por uma coincidência, desenvolvendo o seu "papel" pelo simples "estar vivo ali naquele lugar" acaba dando vida a uma composição. Vi outros vídeos assim no final de semana e fiquei convencido de que é uma bela e interessante opção. Obviamente a temática e o "clima" não precisa ser sempre denso, mas como forma de construção de video clipes me pareceu bem interessante! Por último, ainda no fim de semana musical, fizemos ontem na "saideira" do ano uma composição , mais uma na longa parceria Carbona X Kaly. Muito divertido. Vou ficando por aqui ! Paz e Rock!