31.12.06

Blog versão 07 !

Ola! Eu disse Ola! Último post de 2007, saideira do ano. Hoje já postarei sob a "versão 07". Fim de ano, passamos a régua, o que aconteceu aconteceu, o que não rolou, tem um ano pela frente pra correr atrás e "vemos nessa"! Andei uns dias sem postar por aqui talvez em função de ser esse o feriado mais esperado do ano. Depois da correria de 365 dias, o feriado do descanso. Andei fazendo coisas diversas estes dias. Fui ao cristo redentro (risos) , fiz uma tattoo e andei longe do computador. Este ano, foi o ano do BLOG! Emplaquei 365 dias escrevendo aqui quase todo dia e institui sem saber uma das minhas maiores terapias. Virei bloggeiro mesmo. E esses dias fiquei felizão ao saber que "estou na moda" (risos). Parece que os blogs viraram verdadeiro frenesi novamente e é q a coisa mais "chic" do pedaço (mais risos). Enfim, tenho sempre lutado pra encontrar um horinha de sentar aqui e escrever e manter uma reunião de pessoas com interesses afins , isto é, rock, bater papo, uma cerveja e por que não, as coisas do CARBONA. Estamos chegando no fim do ano com 23.300 acessos, e embora isso aqui não tenha nenhum objetivo quantitativo, é bom saber que eu não escrevo pro vento hehehe. Valeu pela visitas ao longo do ano, e pela "prosa" através de emails! Pra galera que curte o Carbona fica aqui um arquivinho de composição do "Apuros". A primeira vez em que registrei "Joga os Dados Outra vez". Tinha feito esse som na estrada e quando cheguei em casa fiz essa gravação com minha câmera digital. Uma versão "acústica" de Joga os Dados. Vou ficando por aqui, e aproveito para desejar a todos um 2007 DU CARALHO pra todos vcs! Paz e Rock!

28.12.06

Mais diversão por aqui!

Uh Hu! Ouvindo Nine Inch Nails deixei a preguiça de lado e aprendi o óbvio. Agora teremos por aqui vídeos linkados diretos. Inaugura-se hoje a Badke TV! Chega de colocar links frios por aqui. Agora as novidades, as dicas, terão "cara" e "som" por aqui com um click. Isso abre uma série de possibilidades. Muitas mesmo. Uma delas e mais bacana é a de compartilhar arquivos pessoais , de composição, até mesmo novas composições sem falar nas novidades e velharias de sons que tocarem na "vitrolinha do velho Badke". Um misto de preguiça com falta de tempo e inabilidade com a web (risos) me fez demorar tanto, mas agora estamos aqui! Com mais diversão. São 1:30 da manhã e daqui a 6 horas estou de pé novamente! Como ponta-pé inicial, deixarei aqui um vídeo editado pelo Melvin do CARBONA com o Making of da gravação do nosso novo disco Apuros em Cingapurano estúdio Toca do Bandido. No YouTube ele não aparece com CARBONA.
E por último , antes de desejar o Paz e Rock eu complemento o post com o vídeo de "Beatle George citado no meu último post. Agora sim. PAz e Rock amigos!

27.12.06

Rockinho Gaúcho! Novo site do CARBONA!

Rockinho Gaúcho! Esta semana dei um “pulo” nessa comunidade do Orkut chamada Rockinho Gaúcho e lá encontrei um riquíssimo acervo do Rock Gaúcho, organizado por um riquíssimo espírito de compartilhar sons bacanas com a galera que curte o rock gaúcho. Na minha primeira Tour com o CARBONA pelo sul, a South Freakout Tour, comprei cdrs do Cascavalletes,, um chamado Cascavelletes Demos e o álbum Rock-a-ulla em cdr . Fizemos milhares de quilômetros embalados pelo som dos caras e hoje depois de muito tempo me vi diante de todas as demos que os caras gravaram além de shows ao vivo . (versões riquíssimas). No banco de Trás de um Cadillac em versão DEMO é sensacional. Não chego a dizer que é melhor do que o disco , mas a versão demo é rock direto, ao vivo, sem contra-indicações. Pra quem gosta a comunidade é prato cheio! Ainda nas ondas do Rock Gaúcho, meu amigo Brunao Iomio me passou um link no youtube do Júpiter Maçã, ao vivo, tocando Beattle George. Sensacional! Esse aí é clicar e desfrutar: http://www.youtube.com/watch?v=fXFRsxAUDfI ! O fim de ano vem ai e receberei na “mansão Badke” um ilustre hóspede: Kaly e sua Sra chegam ao Rio de Janeiro para desfrutar da Cidade Maravilhosa! Um grande amigo, um grande compositor. O Mundo Sem Joey, Os lindos refrões que um velho ensinou e Dançando The Doors" são conhecidas do público Carbônico. Obrigatoriamente , corri atrás de um estúdio aberto nos últimos dias do ano, e deixei um PLAY REC PAUSE! Se tudo correr bem e virar uma boa diversão teremos alguns sons gravados neste fim de semana para embalar o verão de 2007! Veremos! Se rolar, saberemos todos por aqui! Estamos no fim do ano mas o trabalho não tem fim. Ontem recebi o lay-out do novo site do CARBONA. Muito em breve ele estará no @r! Mesmo esquema de sempre. Pouca pirotecnia, muita informação e atualizações. Uma continuidade do site que está no ar mas com uma cara mais moderna e algumas novidades como um player de músicas, loja virtual dentre outras cositas maneiras. Paz e Rock!

25.12.06

Devorando sons! Bubblegum Attack!

Ola! Acordei no meu 25 de dezembro devorando novos discos que "pintaram" no pedaço. Pap@i Noel com @rroba trouxe pra mim nos últimos dias. Começando pelo disco "Fast Man Raider Man" do meu ídolo Frank Black. Frank Black é quantidade e qualidade. Um dos mais prolíficos artistas da atualidade cuspindo material todo ano e em 2006 não foi diferente: um novo disco duplo! Um lado mais sombrio, um lado mais pop, cheio de músicas gostosas de se ouvir. (Reparem só amigos, eu ainda falo "lado", herança da minha infância e adolescência com vinis do Iron) . "Johnny Barleycorn" virou a música "repeat". Navegando por mares mais bizarros cheguei até "Uma Tarde na Fruteira" de Júpiter Maçã. Tinha três mp3 desse disco ( albuns fragmentados - uma verdadeira praga da vida digital!) e resolvi que era hora de conhecer o disco inteiro pra saber daonde aquilo saiu. Beattle George , o hitzinho do disco já havia até cantado em "recepção de hotel" (risos) com os amigos Gramofocas. Agora vejo daonde ela saiu e acho que funciona ainda melhor. Sou fã confesso da "turminha do sul". Frank Jorge, Nei Van Soria e Júpiter Maçã estão sempre na minha playlist. Talvez o que eu tenha ouvido mais até hoje seja aquele que menos tem prestígio nos guetos do rock: Nei Van Soria. No início foi difícil de digerir (risos). Me lembro quando comprei o disco "Cidade Grande" em uma de nossas tour. Se não me engano foi na Chicletour I. Estava saindo do shopping com os CARBONA em Curitiba e falei "toca ai pra gente ver qual é". Quase jogaram meu cd pela janela. Obviamente eu parei pra ouvir depois e fiz de Cidade Grande um dos meus albuns nacionais favoritos e diria que é RECOMENDADÍSSIMO. Ainda na safra natalina, consegui o novo ( não sei quão novo) disco dos Lillingtons chamado The Too Late Show. O Lillingtons integra o time Panic Button , selo que o Ben Weasel tomou conta por uns tempos. O primeiro disco dos caras "Death ByTelevision"é um dos meus favoritos-3 acordes de todos os tempos. Por considerar o disco uma "pérola" eu acabo sempre ouvindo tudo o que os caras fazem. A temática de robôs, zumbis, sci-fi, espiões é sem dúvida muito legal. Tem bandas que você tem que ter o "cd na prateleira" não tem jeito. Se você conhece a banda, vai lá e da um confere. Se você não conhece, nem perca tempo, vá direto ao Death By Television, depois você vai ao Too Late Show.
Last but not least, andei me divertindo a valer com a coletânea de bandas nacionais do Bubblegum Attack! O nome? Bubblegum Attack! do site www.bubblegumattack.com . Dezenas de faixas bacanas com nomes bem batidos no cenário chicletão: Doped Dog, Seven Elevenz, Gin Tonics, The Vintages, os Flanders , nós os CARBONA, além de muitas outras bacanas. Vc acessando o site você baxa os sons + capinha e ná página ainda tem info de todas as bandas. Passa lá agora e confere! Paz e Rock!

24.12.06

FELIZ NATAL ! OBRIGADO!

Olá amigos! Chegamos ao fim de mais um ano , véspera de natal, breve e raro momento de parar dar uma olhadinha pro ano que passou (olhadinha breve) e muito melhor que isso olhar pra frente, muito mais pra frente, renovar as "bateriais" e cair dentro de mais um ano pra fazer acontecer. Fica aqui os meus votos de felicidades à todos vocês que passam por aqui, que apoiam e ajudam o trabalho do Carbona, ou que simplesmente estão aqui de passagem. Espero que 2007 seja um ano cheio de realizações, bons momentos e etc. Agora falando um pouquinho do ano que passou, gostaria de agradecer a ajuda de algumas pessoas que ajudaram muito a fazer de 2006 um ano bacana, principalmente na "correria" Carbônica: galera da comunidade, Douglinha, a todos da Revista Outra Coisa, Bragato, Adilson, Lisiane e Ale, a todos da Toca do Bandido, Tan, Tomas, ao Lima, Brenda, Vanderput e todos da produtora Cinerama Brasilis. A lista é extensa sem dúvida. Vai além disso. Portanto fica aqui palavras que dividem nosso bom ano com todos que contribuiram. Enquanto escrevia essa linhas recebi um "presente" do Douglinha: cartaz do nosso show de janeiro no Hangar 110 ao lado de muitas bandas bacanas. Não sabia que já estava confirmado e pra minha surpresa não só está confirmado como já está divulgado. Fica ai um presente aos amigos de Sampa! Portanto em janeiro agente se ver. Ao lados dos amigos cariocas do Cooper Cobras dos Valleys e do Seven Elevenz ( que está com disco novo no forno!) Paz e Rock em 2007!

22.12.06

Papo com a Adre, Sons novos!

Ouvindo Bob Mould! Hoje foi dia de bate-papo com a Adre do Correio de Uberlândia! Uma entrevista bacana, das mais diferentes da série do "Apuros" , talvez resultado do bate-papo que tivemos em Goiânia durante o Festival Noise onde tivemos chance de falar um pouquinho mais do que o "de sempre". Conheci a Adre há anos atrás quando tocamos no Porão do Rock e desde lá a gente mantém contato e se esbarra nos festivais de rock por aí! Fico feliz de estar em sua coluna. Se você entrar aqui depois da meia-noite de sexta feira vc já encontra a entrevista em http://www.correiodeuberlandia.com.br , coluna NOVO SOM. Falando em som, estou com sons novos. Ainda não ouvi, mas nada que um fim de semana com natal não resolvs. São eles: Oasis Stop the Clocks, Frank Black Fast Man Raider Man e por último , o novo disco do Ben Harper chamado Both Sides of the Gun. Este último voltando ao Brasil muito em breve. Hj falei rapidamente com meus comparsas Pedro e Melvin sobre ensaios. Todos estaremos pelo Rio e nada como ensaiar entre o natal e ano novo pra reafirmar a "obcessão" pelo rock (risos). Janeiro já temos alguns shows aparecendo, muito provavelmente no Hangar 110 tb. Depois de quase um ano, de volta ao Hangar 110! Vou ficando por aqui. Paz e Rock!

21.12.06

"Não Mais Letícia"

Ao som dos Strokes. Mais um dia que chego do trabalho largo tudo e pego a viola. Incrível como os dias podem passar tão iguais. Trabalho, trabalho, trabalho, casa e viola. Bendita seja a viola. Uma vez com ela na mão, consigo quebrar a rotina. Creio que daí venha meu crescente interesse e envolvimento com composições. Ontem fui dormir com mais uma música nova no meu desktop. Acordei, tomei banho e antes de sair me dei o trabalho de ligar o computador pra ouví-la. Melhor dos momentos. Dia seguinte, hora da verdade. É um dos poucos momentos em que gosto de me ouvir. Muita gente fala "você é louco, acabaram de lançar um disco e já está escrevendo de novo". Acho que são os caminhos que o ato de compor me abre. Ontem escrevi "Não mais Letícia". Uma verdadeira viagem, que me levou para lugares longe daqui. Como sempre estórias. Estórias que eu ouço, que eu vivo, que eu vou atrás e que eu experimento deitado no colchão jogado no meu quarto. Hoje, toquei algumas horas e não consegui avançar muito em novas canções. Acabei ficando meio envolvindo com o som de ontem , revisitando na mente as imagens que vieram. Entrei na web e comecei a procurar fotos que chegassem perto dos lugares que visitei ontem enquanto escrevia "Não Mais Letícia". Doido. Por que embora não seja fiel, consegue chegar bem próximo do que vi. Isso é algo que venho pensando em explorar no futuro. Abrir novas possibilidades para as narrativas das músicas seja com quadrinhos, seja com fotos ou com vídeo. Acho que isso faz parte do universo das músicas e do CARBONA . Principalmente quadrinhos. Sei que por um lado isso pode entregar de "bandeja", mas por outro pode ser extremamente divertido. Alguem se habilita a ilustrar?
* fotos "emprestadas" aleatoriamente da web! Paz e Rock!

20.12.06

Resenhas do Apuros + Bloggeiro

Ouvindo Social Distortion, Highway 101. Agora me dei conta pela primeira vez q a BR 101 é a "highway" que me leva até o sul, até as praias de Santa Catarina, o refúgio oficial do velho Badke (risos). Muito provavelmente já rodei por aquelas bandas , ouvindo este mesmo som e nunca tinha me dado conta dessa feliz coincidência. Hoje recebi no meu e-mail mais algumas resenhas do Apuros que acaba de chegar em mais 25 cidades: FLORIANOPOLIS SC, BLUMENAU SC, JOINVILLE SC, MARINGA PR,LONDRINA PR, PONTA GROSSA PR, CASCAVEL PR, SOROCABA SP, LIMEIRA SP, AMERICANA SP, SAO JOSE DO RIO PRETO SP, VINHEDO SP, CAMPO GRANDE MS, CUIABA MA, GOIANIA GO, UBERLANDIA MG, ARACAJU SE, MACEIO AL, RECIFE PE, JOÃO PESSOA PA, NATAL RN, TERESINA PI, BELEM PA. Tinha divulgado o nome de algumas cidades indicando o estado errado e isso causou uma verdadeira fúria virtual risos, portanto visitantes amigos, reparem bem que as cidades e estados estão corretos agora. Lembrando que quem quiser ajudar na divulgação do disco nessa segunda onda de distribuição escreva para henrique@carbona.com.br colocando no assunto SEGUNDA ONDA e o nome da sua cidade . A ajuda de vocês na primeira onda foi fundamental. Hoje foi dia de mais resenhas do Apuros em Cingapura que aos poucos vai sendo noticiado nas páginas de todo o Brasil. Hoje foi dia de "O Norte" de João Pessoa e "Diário do Nordeste" em Fortaleza. Todos os textos à seguir foram devidamente "surrupiados" dos citados veículos. Agradeço pelo espaço dedicado à banda.
O bubblegum do Carbona! CD "Apuros em Cingapura" reafirma trajetória do trio e aponta para novos vôos . Desde que desafiou a corte inglesa nos anos 70, o punk rock já aprontou das suas. Mostrou várias facetas ao mundo, do protesto à anarquia, passando pela diversão adolescente. É daí que vem o bubblegum, que produz músicas simples, refrões colantes e temas intimamente ligados à adolescência: carangas, tênis all star, filmes da sessão da tarde, festinhas, e, claro, chicletes. É esse o universo do Carbona, trio carioca com nove anos de estrada que acumula 400 apresentações pelo Brasil e nada menos que oito discos lançados. O oitavo disco do Carbona, "Apuros em Cingapura", já está nas bancas encartado na Revista Outracoisa, e fecha uma trinca desde que os hiperativos Henrique Badke (voz e guitarras), Melvin (baixo) e Pedro (Bateria) decidiram compor com letras em português, convertendo o punk rock bubblegum no rock´n´roll colegial. Depois de "Taito Não Engole Fichas" (2003) e "Cosmicômica" (2005), o novo disco não só reafirma a trajetória de sucesso da banda no underground nacional, mas abre caminhos para espaços ainda maiores. O disco foi gravado na Toca do Bandido, um dos melhores estúdios do Brasil, fundado pelo saudoso Tom Capone, por onde já passaram O Rappa, Raimundos e Maria Rita, e teve a produção de Tomas Magno, engenheiro de som em álbuns do Skank e Barão Vermelho, entre outros. Os novos ares fizeram bem aos garotos, resultando num up grade no material apresentado para a feitura do disco, que já estava tinindo. O resultado salienta o amadurecimento da banda sem deixar de lado a verve adolescente. É o rock´n´roll colegial virando profissional. O título "Apuros em Cingapura" faz uma conexão justamente com o país onde o chiclete (bubblegum, em inglês) andou sendo proibido. No disco, ao contrário, o Carbona volta a atacar com histórias em melodias grudentas, especialidade da casa. "Vide Bula", o romance com uma garota viciante, foi aprovada nos shows mais recentes e abre o disco com refrão feito para pular. Na seqüência, "Lunático", resgatada do primeiro álbum da banda, ganha uma versão talhada para as rádios. Não à toa ela foi escolhida para ganhar o primeiro videoclipe do disco, com a participação da atriz Isis Valverde. Já "Eu Sou Doente" parece ter saído direto de um álbum do Ramones, e explora o duplo sentido das letras, só porque uma ex-namorada esqueceu um pacote de absorventes na casa de Henrique. O velho parceiro Kaly, que forneceu músicas para os dois álbuns anteriores, compareceu com outra pérola, a balada "Os Lindos Refrões Que Um Velho Ensinou". E o tema colegial aparece mais forte em dois romances típicos de sessão da tarde: "Joga os Dados Outra Vez" e "Amor de Supermercado". Às vezes os Carbonas têm a impressão de que passaram os últimos dez anos vivendo num mundo imaginário onde a existência se resume a assistir filmes na TV, ouvir Ramones, andar ao lado de garotas roqueiras e sair de casa atrasado para o colégio. Para arrematar, a capa, inspirada na pop art de Roy Lichtenstein, foi a perseguida cereja no bolo, com o inconfundível uso das cores primárias, retículas e os personagens em close. Já em Fortaleza...
Rock no melhor estilo colegial, na veia do veterano trio carioca Carbona e disponível na atual edição da revista Outracoisa (R$ 14,90). É diversão garantida pros adolescentes, com melodias e refrões certeiros. Henrique Badke (guitarra e voz), Pedro (bateria) e Melvin (baixo) levam jeito pra uma anarquia mais espontânea e zuadenta que sempre faz falta, como revela a mais enfurecida “Um cara escroto”. Mas eles preferem guardar seu punch e falar mais de perto dos romances (“Lunático”, “Joga os dados outra vez”, “Amor de supermercado” ou “Vide Bula”) e doutras aventuras juvenis, como o passeio etílico-sorridente “Lindos refrões que um velho ensinou” e uma infindável “Sessão da Tarde”. Depois deste oitavo disco dos caras, uma revelação: o tempo pára, Cazuza!
Hoje me dei conta de que estou virando um bloggeiro de "carteirinha". Estou louco pra que me disponibilizem o link para acessar o blog pela nova versão que parece ser bem bacana. Nunca achei que fosse entrar aqui ansioso pra ver se já posso migrar minha conta (risos). Mas como tudo na vida, o tempo parece jogar à favor de bloggeiros tb. Quando comecei isso aqui era apenas uma forma de passar meu tempo e exorcisar demonios. Hoje acesso isso aqui pra passar tempo, mas não só passar e sim curtir tempo e exorcisar demônios também . Só que após um ano alguns milhares de acessos , e vai se formando uma comunidade de amigos, de galera trocando idéia, muito bacana. Por enquanto vou ficando por aqui. Hora de pegar minha guitar e arranhar alguns acordes. Estou dedicando novamente minutos diárioas às composições por que 2007 vem ai e muito provavelmente um novo disco. Se depender pelo menos da vontade, teremos um novo disco. Paz e Rock amigos!

Clube da Luta , entrevista e a nova distribuição

Acabei de ver pela terceira vez "Clube da Luta". Uma das melhores formas de representação de consciência que eu já vi. Aliás, como anda a sua? (Risos) Hoje dediquei algum tempo para responder mais uma entrevista que será publicada em janeiro. Assim que sair eu dou um "alô" por aqui. Outras movimentações ficaram por conta de um show em Sampa que deve acontecer em janeiro num projeto envolvendo outras bandas do Rio e tb a velha correria para fazer o "Apuros" girar por todo o Brasil. Temos um novo ciclo à caminho com dezenas de cidades e não falta trabalho. Fim de ano, tudo corre, todo mundo corre. Eu corro. Acho que já gostei mais de fins de ano. Hoje conversando com um amigo meu cheguei a declarar meu amor por "maio" ou um "setembro" com o ano correndo solto, cheio de coisas acontecendo. Natal e Reveillon é bom quando vem acompanhado da possibilidade de quebrar a rotina o que pra mim, infelizmente neste ano, não vai acontecer. Natal e Reveillon num fim de semana, tendo q trabalhar entre natal e ano novo, acabada não fazendo muita diferença. Estarei pelo Rio e talvez farei do descanso o melhor programa das minhas festas. Vou ficando por aqui. Poucas fotos, somente letras. Paz e Rock!

18.12.06

NOVA DISTRIBUIÇÃO DO APUROS!

Ouvindo Red Hot Chilli Peppers. Acabei de voltar de uma reunião com a Outra Coisa. A correria do "Apuros" Continua. Depois de chegar nas bancas de dez cidades, estamos iniciando a segunda fase de distribuição que contará com 30 cidades. A terceira e a última ainda não definida complementará a distribuição do disco. Depois o disco ficará à venda em algumas lojas especializadas e através de venda on-line. Em primeira mão , as cidades que receberão os discos nos próximos 45 dias:
FLORIANOPOLIS SC, BLUMENAU SC, JOINVILLE SC, MARINGA PR,
LONDRINA PR, PONTA GROSSA PR, CASCAVEL PR, SOROCABA PR, LIMEIRA PR, AMERICANA PR, SAO JOSE DO RIO PRETO SP, VINHEDO SP, CAMPO GRANDE MS, CUIABA MA, GOIANIA GO, UBERLANDIA MG, ARACAJU SE, MACEIO AL, RECIFE PE, JOÃO PESSOA PA, NATAL RN, TERESINA PI, BELEM PA.
A divulgação nos endereços web do Carbona começam nos próximos dias embora tenhamos ainda uns 5 dias pelo menos para que as revistas comecem a chegar. Desde já adianto que aqueles que morarem em uma dessas cidades e tiverem vontade de nos ajudar na divulgação do disco escreva para henrique@carbona.com.br com o assunto SEGUNDA ONDA + NOME DA SUA CIDADE! Eu vou demorar uns dias pra escrever mas certamente o farei. A idéia é repetir a iniciativa de sucesso da primeira onda de distribuição onde tivemos ajuda da "galera" para divulgar em sua cidade que o "disco do Carbona estava nas bancas", tudo isso através de ações web. Portanto lembre-se, se você mora em uma dessas cidades e quer nos ajudar na divulgação do disco : segunda onda + nome da sua cidade. Sua ajuda é muito importante para que as pessoas saibam que o disco está nas ruas. Foi com a ajuda da galera das primeiras dez cidades que conseguimos fazer a coisa andar e chegar a mais 30 cidades! Obrigado à todos do "exército cingapura".
Nos embalos do Apuros em Cingapura, estamos com uma entrevista no ar no www.punknet.com.br , uma das nossas revistas eletrônicas preferidas. Quem quiser passa lá e dá um confere! O ano vai chegando ao fim, é colocar a cerveja pra gelar, abrir e comemorar mais um ano de saúde e rock! Vamos nessa amigos! O Rock não Pára!
Queers tocando "Ben Weasel" http://www.youtube.com/watch?v=UixU7ufDHL8 ao vivo na Itália!

15.12.06

Carbona e a Lousa!

Ouvindo Cascavelletes! Ontem fiz minha primeira música "oficial" pós-Apuros. Por que o Rock não pára! Ontem descobri a pólvora. Afinei meu violão em D e o mundo sorriu pra mim (risos). Antes agora do que nunca. Já havia pegado o violão algumas vezes mas não tinha saído muita coisa. Acho que ontem engrenei. "55 presentes pra você". Já estou contando as horas pe chegar em casa, deitar na cama e arranhar alguns acordes. Minhas músicas vêm em ondas. Sempre assim. Daonde sai uma, saem várias. Sempre foi assim. Quando vem , vem em "bandos". Registrei com aboa e velha máquina digital em mpgs de alta resolução. Bom áudio, sem limite de tempo. Hoje se Deus quiser tem mais. Engraçado que tem umas músicas que "brotam" do início ao fim. Ontem fiquei lutando com as tentativas até encontrar "o refrão" ! Engraçado isso. Eu vou tocando até chegar a hora do Refrão. Dai não sai nada. Eu tenho que começar do zero, desde o início de novo, até chegar e falar é esse. E nisso vão-se duas horas tocando a mesma coisa trocentas vezes sem ver o tempo passar. Incrível. E o melhor de tudo: acordar no dia sgeuinte e pensar. "Caralho, como é mesmo a melodia"? Dai, ficar se lembrando de um pedaço e ouvir pela primeira vez , no dia seguinte. Ali que eu vejo se "bateu na veia" ou não. Acho que é o melhor de tudo. A audição do dia seguinte. Hoje recebi uma foto muito "querida" , fiquei amarradão. Essas coisas são a gasolina! A gente tem feito aquela correria de guerrilha de pedir apoio e telefonemas na MTV pro clipe e hoje recebi essa foto que vem do interior do Paraná. Carbona, na Lousa! Pode isso? Obrigado. Paz e Rock

14.12.06

Ola!

Ouvindo Mutantes. 1968. Escrevendo linhas para dar um "Olá". Nestes últimos dias tenho postado menos por aqui. Tenho experimentado uma esquisita e por que não incômoda relação com o tempo que prefio achar que é passageiro. Mas nas minhas últimas semanas tenho tido a nítida impressão de que a vida não está cabendo no meu dia. Com isso o tempo passa rápido, de forma angustiante, muito esquisito. Tenho olhado pro relógio, vejo 22, 23 hs e estou apenas "começando" o dia. Enfim deixemos isso de lado, pois aqui sou apenas estatística, ou "lugar comum" na modernidade. O que ainda assim me incomoda. Enfim, segue o barco. Hoje dei uma entrevista por telefone pro Correio Brasiliense que mais uma vez abre as porta sou as páginas pro CARBONA. Muito legal isso. Entra ano e sai ano e eles seguem noticiando nossos passos. O que aumenta cada vez mais o prazer de falar com eles. Fica a sensação de que daqui há alguns anos falar com o Correio vai ser quase um Hobby. (Valeu pela força mais um vez). De resto, fiquei sabendo hoje que devemos voltar à São Paulo em Janeiro o que também me alegra. O ano vai chegando ao fim, final do mundial de clubes. Ronaldinho arrebentou hoje, arrebentando a reputação daqueles que na copa falaram "que o cara era um engodo". De resto, sem grandes novas. Pouco vi. Pouco ouvi. Pouco li. Semana de segurar a onda. Avante. A frente. Sempre. Paz e Rock!

12.12.06

Falando sobre 2007

Ontem tivemos uma reunião à noite na casa do Pedro para falar sobre 2007. Todo mês de dezembro temos este já tradicional encontro que tem como objetivo discutir "a boa" do ano seguinte, também chamado de planejamento. Com o passar dos anos a gente descobriu que se você começa o ano sem saber ao certo o que vai fazer ele vem, te atropela, passa por cima e quando vc abre o olho, já era mais um ano. A trilha sonora foi um tanto quanto inusitada (risos) . Conversamos ao som de Nightwish ( nunca tinha parado pra ouvir isso) e o Dvd do Zumbis do Espaço, filmado no Vegas. Algumas latas de cerveja , idéias e o relógio ticando rápido. Projetos muitos, recursos escassos , só dá pra ir na boa. 2006 acabou com final feliz. Disco novo, lançado pela Outra Coisa que era uma vontade antiga, gravado na Toca, com sequência de shows bacana fora do Rio, dois festivais, toneladas de emails trocados, a sensação de missão cumprida. Acho que por hoje fico por aqui! Paz e Rock!

10.12.06

HABEAS CORPUS!

Sábado à noite, cheguei em casa quebrado de BH. Acordei 22:30 com aquele jeitão de "não vou sair PORRRRRA nenhuma", mas resolvi levantar pra ir até o Circo Voador ver o show de lançamento do novo disco "HABEAS CORPUS" de Maurício BAIA. Cheguei no Circo Voador por volta de meia noite e meia, o show de abertura estava acabando, aproveitei pra ir até a banquinha e dar uma sacada no novo disco. Preço: R$25,00. Engraçado esta situação. Minha primeira reação foi "porra ta caro esse cd". Dai rapidamente pensei "puts, odeio quando reclamam do preço do cd do CARBONA, dizendo que tá caro". Ok. Nossos cds em shows vendemos à R$15. E R$ 25,00 me pareceu um pouco acima do "mercado". Mas fã que sou, abri a carteira , tirei R$25,00, acabei com a possibilidade de tomar chopps e resolvi trazer pra casa, mais um disco do cara, original e agora aqui ouvindo agradeço a mim mesmo pela decisão. Numa hora dessas meus R$25,00 já estariam no vaso sanitário. R$ 25,00 reais mijados em Chopp (risos). Fiquei pensando aqui e nem sei direito como virei fã do trabalho do cara. Aliás até sei. Meu comparsa de banda, amigo, e "pastor" Bruno Montana, tinha um de seus cds que sempre embalava "nossos cultos no antigo apartamento da miguel". Ouvia Baia misturado com outros nomes. Aliás uma senhora mistureba. Ali pouco importava rótulo, gênero, porra nenhuma. Do mais cool, ao mais escroto o que valia era ouvir boas canções, falar merda e matar mais uma noite de sexta ou sábado entre amigos. Tocava Hendrix, tocava Sex Pistols, Tocava Guns and Roses, tocava Tim Maia, tocava Cascavelletes em vinil!!!, tocava Bob Marley, The Clash, tocava Keith Richards, tocava Agnostic Front, tocava a porra toda. Dentre eles, o "Overdose de Lucidez" de Maurício Baia. Som de doido , maluco beleza, tocando em reunião de "maluco beleza", e acho que foi assim que comecei a ir nos shows do cara. Pouco tempo depois , estava com todos os discos e indo sempre que possivel a todos os shows na cidade. Ontem mais uma vez pareço ter renovado minha admiração! É alegria na certa. Acho muito foda a legião de fãs que o cara tem. Circo Voador cantando "todas"! A banda nova que o acompanha parece ser a melhor de todas desde o falecimento de Tonho Gebara. As guitarras voltaram a ser com esta nova formação, um show à parte. E olha que eu sou do time dos 3 acordes. Mas os arranjos "guitar hero" bem sacados, sem exageros, na dose certa são sim um show à parte. Enfim, mais um bom programa. Quem quiser sacar o som: www.mauriciobaia.com.br . Se você não gosta de Raul Seixas ou Bob Dylan, passe longe! Paz e Rock!

9.12.06

Sempre que eu fico feliz eu Bebo! Um brinde as Gramofocas e aos fãs do CARBONA!

Ouvindo Jupiter Maçã, Beatle George! Hoje pela manhã passamos divertidas horas conversando com os Gramofocas no lobby do hotel enquanto esperavamos o almoço. Além de muita conversa sobre música ( que novidade!!! ), Carbona, Gramofocas, idéias e projetos futuros, cantarolamos em uníssono essa música do Júpiter. Não haveria outra melhor pra escrever este post. Ontem fui tocar em BH com o CARBONA no 53 HC Festival. BH é um dos nossos "portos" preferidos. Uma cidade divertida, onde se beber muita cerveja, se come bem, onde temos muitos amigos e fãs também. Por este motivo, de largada já seria divertido. O Bart mais uma vez caprichou no festival. Um boa etsrutura, um lugar bacana, bandas de vários estados reunidos. Mais uma iniciativa digna de aplausos. No ano passado já tinhamos participado do festival e aquele dia entrou pro hall das "melhores noites Carbônicas" e a expectativa era enorme. O show acabou não sendo credenciada às melhores noites Carbônicas, mas nem por isso deixamos de viver uma grande noite. O show ficou muito prejudicado por problemas técnicos como por exemplo "microfone dando choque", o que me obrigou a cantar bem afastado fazendo desta a maior preocupação no palco. Quando você tem que se preocupar com isso, você acaba deixando coisas mais importantes de lado como por exemplo fazer um show vibrante. Quem por lá esteve jura que o show foi "muito bom", mas quando o desconforto se implanta, a curtição sempre diminui. Adicionemos mais uma falhada no baixo e na guitar e pronto, temos um show que do palco pra dentro pelo menos ficou um pouco prejudicado. E é nestes dias que os fãs dão o show! Mais uma vez a galera de BH esteve ali. Grudada no palco cantando todas as músicas, assim como nas mais de dez vezes que tocamos por lá. Ontem foi um dia em que acendeu a luz vermelha de uma das minhas maiores "regras" do rock. O público ontem esteve melhor que a banda. E quando isso acontece há de se ter a humildade e gratidão de perceber, assumit e retribuir. Por este motivo acabei o show dizendo "na próxima volta à BH" a cerveja é por nossa conta! No final das contas valeu. O prazer de cantar as músicas junto com fãs, o prazer de ver as músicas do novo disco sendo cantadas pela galera e ouvir alguém pedindo "Amor de Supermercado", a minha favorita do Apuros. Como dizem por aí , não tem preço. Acho que o ponto alto da noite acabou sendo uma jam com os Gramofocas em "Sempre que eu fico feliz eu bebo!". Sou fã de carteirinha dos caras e ontem estiveram impecáveis na noite! Aliás diga-se de passagem foram os donos da noite! O melhor dos shows, uma interação incrível com o público, longa vida aos Gramofocas! Que aliás nos presentearam com uma música no hotel. Aproveitamos a "prosa" e fizemos um MPG com o Paulo mostrando a composição que virou "presente pro Carbona". Obrigado amigos! Obrigado a todos os fãs de BH que mais uma vez apareceram. Vocês fizeram nossa noite valer à pena. Paz e Rock!

6.12.06

Um e-mail para mim mesmo!

Sem som. Linhas rápidas matinais. Fiquei em dúvida se é eu ou mim (Buro!) . Pouco importa tb. O fato meus amigos é que a coisa tá tão preta que ontem de madrugada quando eu fui passar uns arquivos de casa para eu mexer aqui no trabalho eu me vi escrevendo um email "Segue encaminhado..." Pode uma coisa dessas? (risos). Mas vamos às boas... Hoje (pra quem acessar isso aqui cedo) tem LUNÁTICO NA MTV! às 13:07 Fico felizão de ver a mobilização de fãs em torno do clipe, da curtição de vê-lo. É bem isso! Ontem tivemos também na telinha com trechos do Goiânia Noise e entrevista no jornal da MTV. Quem quiser ver dá uma visitada no MTV Overdrive no site da mtv.com.br e dê um confere. Ainda nas linhas e telinhas... Na revista "Pilotis" desse mês editada por uma galera da Puc-RJ tem uma matéria sobre o Carbona. Uma outra boa novidade amigos é sobre a distribuição do APUROS EM CINGAPURA! Ouçam isso: A PARTIR DE DEZEMBRO O DISCO CHEGARÁ A MAIS DE 30 CIDADES!!! Isso mesmo 30 cidades! De Norte a sul, centro-oeste, por todos os cantos. Assim que tiver a confirmação das cidades a gente vai divulgar! Cruze os dedos que dessa vez chega, e se não chegar teremos mais uma terceira onda de distribuição ! E vale lembrar que os cds podem ser comprados através do site www.revistaoutracoisa.com.br . Na quinta-feira agora a gente ensaia à noite e na sexta vai pra Belo Horizonte tocar no 53 HC! Ano passado o festival foi um dos melhores momentos do ano. Embarcamos felizes! Show com os Gramofocas ! Show em BH! Que venha o rock! Paz amigos! Paz!

3.12.06

Pequena Miss Sunshine, Os Conchas, Novo video clipe do CARBONA na MTV

Ao som dos Conchas! Ganhei este cd na Outs, no show que fizemos no mês passado, infelizmente o cdr tinha apenas duas músicas. Good Waves é de um extremo bom gosto! Uma música LOW com violão e backings Beach Boys. Essa ficou no repeat o fim de semana inteiro aqui. A primeira do cd bem bacana, lembra o bom e velho Parasites. Aliás banda da qual sou grande fã e que recomendo aos bubblegummers de plantão. Outro cd que ganhei tb e me divertiu no fim de semana foi o cd dos Senores de Goiânia, creio eu. Deixaram o cd na banquinha de merchan do Goiânia Noise e como não tinha endereço de contato no cd não pude nem agradecer. Enfim, fica aqui o meu obrigado e a minha dica também, um pouco óbvia mas relevante. Nenhum destes dois cds tinha email de contato e cds de divulgação devem ter endereço de contato. Certo? Valeu pelos presentes! Hoje era pra ter sido dia de gravação mas acabou não rolando. Faria uma brincadeira de violão e voz no home estudio de um amigo meu mas deixamos mais pra frente. O fim de semana foi devagar de descanso e de cinema. Ontem vi um excelente filme "Pequena Miss Sunshine". Divertidíssimo! Uma comédia inteligente ou um drama engraçado. Seja lá o que for dei risadas no cinema num dos filmes mais bem sacados destes tempos. Uma reunião familiar paculiar porém não incomum: uma mãe atarefada, um pai falido às voltas com o seu livro 0s 9 passos para o sucesso dando lições à todos em cada segundo de como ser um vencedor, um tio gay suicida, um avô ex combatente viciado em cocaína, um filho que fez voto de silêncio e anda grudado com livros de Nietsche e por último uma filha de poucos anos que sonha ser Miss e anda as voltas com concursos de belezas mirins. Quando resolve ir a California participar do concurso Little Miss Sunshine , essa família toda entra numa Kombi e dirigr até a California , numa espécie de roadmovie. Diversão garantida ou seu dinheiro de volta. Além disso, gastei algumas horas divulgando o novo clipe do CARBONA que esta na programação da MTV. Guerrilha indie. Não tem jeito. Se ligarem e pedirem o clipe ele fica , portanto no melhor estilo filhos de francisco, vamos enviar e-mails pra galera pedindo aquela força na divulgação. No clipe Fliperama ficamos 13 semanas seguidas em horário nobre. Por que não de novo certo? Agora à noite vou na casa do Pedro , temos marcado uma reunião bate papo para estabelecer alguns passos para 2007. Projetos legais e etc pra sabe do que iremos correr atrás no ano que vem. Boa semana para todos e fiquem na paz! na paz e no Rock!

2.12.06

LUNÁTICO NA MTV! Carbona no MYSPACE!

Ouvindo Screeching Weasel 27 Things I Wanna do! Uma das minhas bandas favoritas! Tenho um playlist no desktop do computador com todos os discos dos caras. É clicar ali e um metralhadora Weasel dispara! Ontem foi dia de surpresa. O clipe de Lunático estreou na MTV sem a gente saber. O clipe já tinha sido enviado há um tempo e ontem à tarde meu msn começou a “pipocar”, e-mails na caixa de entrada dizendo vi o clipe do CARBONA na MTV. Fiquei felizão com o horário das 16:00 hs. Ter um clipe num veículo que aparece na telinha do país inteiro é sem dúvida um fortíssimo aliado nesta deliciosa , muita vezes ingrata porém indestrutível, certeza de que seguir no rock vale à pena. Estar na TV não é legal por que é TV. Estar na TV é legal por que joga nas alturas a possibilidades de trabalhar. E “trabalhar” sempre foi o modelo que adotamos no CARBONA até aqui. Foi através dele que rodei os 4 cantos do país em 400 shows, lancei oito discos e transformei minha vida. No início do ano escrevi aqui diversas vezes que tinha perdido a crença na gravação de discos sem possibilidade de divulgá-lo. O tempo investido, a dedicação, os investimentos não fariam mais sentido se não houvesse como fazer o disco rodar, chegar na mão das pessoas que gostariam de ouvi-lo e desde então os 3 CARBONA se colocaram numa cruzada rumo à uma melhor estrutura pra fazer o disco novo. Passado alguns meses gravamos o disco na Toca do Bandido, entramos com muito orgulho para o Selo Toca Discos e lançamos pela Revista Outra Coisa. Mas faltava alguma coisa... concretizar o projeto do vídeo clipe que julgávamos a mais forte das ferramentas acessíveis. O clipe de Lunático começou na Copa do Mundo, um dia rodando pelo BG encontrei o Rodrigo Van Der Put , não o via há muito tempo, rockeiro e alvinegro de longas datas, e ele cometeu o erro de perguntar sobre o CARBONA: “E ai cara, como esta a banda, o que vocês andam aprontando?” Risos. A metralhadora disparou: “estamos ai, o CARBONA não pára né? Estamos com uma demo nova, a fim de gravar um disco” BLA BLA BLA e ele vira e diz: “Estou numa produtora bacana, vamos fazer um clipe?”. Cometeu um erro maior ainda. Dois dias depois o Pedro estava ligando pra ele dizendo “E aí cara? Você disse que queria fazer um clipe do CARBONA, quando a gente se encontra?”. Depois disso nos encontramos no BG (sempre lá!). Um IPOD com referências do MRTX (Clipe Ba Ba Ba) , clipes antigos do CARBONA, conversa vai conversa vem e a gente chega na possibilidade de fazer o clipe de Eu Sou Doente. Falamos de referências Ramônicas, falamos de Psycho Therapy, falamos de idéias de roteiro. Um dia o Van Der Put chegou a me ligar dizendo “arrumei um manicômio abandonado pra filmar Eu Sou Doente”. Na hora achei legal mas depois fiquei meio encucado com as energias que um lugar desse deve ter. Achei que não era muito a minha praia espiritual. Depois daquele encontro algum tempo passou, o Van Der Put viajou, e quando voltou encontrou um disco gravado e os CARBONA falando sobre outra música, Lunático. Enviamos pra ele a versão da Demo e combinamos de nos encontrar no BG DE NOVO. No estúdio o resultado de lunático parecia incrível e achamos que poderia dar um bom resultado. Em meio a vários chopps, decidimos que Lunático seria bacana se filmado como uma perseguição, uma obcessão, um lunático pereguindo sua musa. Mas como seria esse lunático? Imaginamos situações e pensamos em alguém perturbado, um artista plástico que no final da estória iria entregar para sua musa uma camiseta ou um desenho. A partir daí não foi difícil chegar no nosso amigo Victor Stephan. Vitão é rockeiro de longas datas, artista plástico de mão cheia, e eterno incentivador do Rock. A conexão dele com clipes do CARBONA já vem dos tempos de Fliperama. Ele era o dono da loja de cds aonde filmamos o clipe. Peguei o celular na hora e liguei “cara estamos aqui no BG e temos um projeto, uma idéia pra te contar”, ele do outro lado diz “cara já estava indo praí”. Chegando lá , convite feito, convite aceito e o outro encontra já aconteceria na casa do Van Der Put pra ver referências e etc. O clipe acabou rolando em menos de 7 dias. Nesta reunião de referências, tínhamos escolhido a musa do clipe. Uma menina conhecida do Van Der Put , gatinha, exatamente o que procurávamos para o clipe que deveria ter UM LUNÁTICO E UMA GATINHA. Um clichê de rock que serviu muito bem à nossa vontade: um clipe de rock com cara esquisito e uma mulher bonita risos! Uns dias antes da filmagem chega um e-mail do Van Der Put dizendo: caras, aconteceu o seguinte. A nossa musa talvez tenha que ser substituída , dêem uma olhada nesse email e me respondam. Abriu na minha tela, umas 12 fotos de globais , potrancas da playboy (risos) e eu dando risada pensando “Como isso, eu, henrique, carbona” não parecia casar. Demos uma olhada depois e pensamos “ISIS VALVERDE” . É ela! Uma mulher bonita com cara de menina. Seu rosto inocente, sua beleza adolescente caiaria comouma luva. Tinha visto já ela como Ana do Véu da novela Sinhá Moça e a fiquei pensando na estória da música que havia escrito, e tive certeza que tudo se encaixava. A confirmação veio e lá estávamos nós dando vida, ou melhor, o Van Der Put e sua equipe, Isis Valverde e Victor Stephan materializando a grande onda do CARBONA : contar estórias musicadas. A produção independente tem esse lato fascinante que é você ter a possibilidade de interagir e participar de todos os processos criativos. O Clipe além de uma ferramente de divulgação acabou assumindo um caráter de “pote” de referências e “climas” da banda. Os quadros da parede são os quadros do meu quarto, um deles um quadro promcional que a 13 RECS fez para o lançamento do Back to Basics, um pôster de show do CARBONA no Ozz em Campinas um dos lugares mais incríveis que toquei em toda minha vida, um pôster do supersuckers que embala nossas viagens, as ilustrações do Vitão de quem sou fã incondicional tendo inclusive pedindo pra ele ilustra a capa do EP que gravei no ano passado, enfim, tudo ali é CARBONA e isso é importante por que você acaba indo em frente com algo forte, que tem significado pra você. E considero isso importante. Vou ficando por aqui agradecendo mais uma vez O VAN DER PUT, O VITÃO, A CINERAMA BRASILIS E A ISIS VALVERDE pela dedicação e por terem nos possibilitado esse incrível trabalho. Fotos ! Fotos! Paz e Rock!

1.12.06

Sons Dominicais, Carbona no "You Tube"

Acreditem se quiser, estou ouvindo Frusciante, de novo, Carvel. Estou com computador de novo em casa. Isso significa que eu voltarei a ouvir mais música graças a deus. Cheguei em casa hoje do trabalho, peguei o violão e fiquei fazendo um som. Fiquei relembrando de algumas composições antigas que foram injustiçadas e nunca foram gravadas (risos). Estou com uma sessão caseira agendada para este domingo. Fim de semana, cerveja gelada, na casa de um amigo, gravando sons, fim de ano, boa hora de fechar a conta de 2006 fazendo a "saideira". Estou pensando em fazer um registro de "Antonella Toma Pílulas" e " Coração À Prova de Balas" em versões de violão e de preferências turbinadas pela produção do Nervoso. Vamos ver que bixo dá. Acabei de dar uma voltinha no you tube e me deparei com vídeos do show de Goiânia. Incrível isso. Acabei de tocar no domingo, fui lá dá uma olhada e PUF, lá estava o CARBONA no palco, genial essa internet. Amanhã é sexta-feira, umas das mais esperadas do ano. Por hoje é só, paz e rock!