14.12.06

Ola!

Ouvindo Mutantes. 1968. Escrevendo linhas para dar um "Olá". Nestes últimos dias tenho postado menos por aqui. Tenho experimentado uma esquisita e por que não incômoda relação com o tempo que prefio achar que é passageiro. Mas nas minhas últimas semanas tenho tido a nítida impressão de que a vida não está cabendo no meu dia. Com isso o tempo passa rápido, de forma angustiante, muito esquisito. Tenho olhado pro relógio, vejo 22, 23 hs e estou apenas "começando" o dia. Enfim deixemos isso de lado, pois aqui sou apenas estatística, ou "lugar comum" na modernidade. O que ainda assim me incomoda. Enfim, segue o barco. Hoje dei uma entrevista por telefone pro Correio Brasiliense que mais uma vez abre as porta sou as páginas pro CARBONA. Muito legal isso. Entra ano e sai ano e eles seguem noticiando nossos passos. O que aumenta cada vez mais o prazer de falar com eles. Fica a sensação de que daqui há alguns anos falar com o Correio vai ser quase um Hobby. (Valeu pela força mais um vez). De resto, fiquei sabendo hoje que devemos voltar à São Paulo em Janeiro o que também me alegra. O ano vai chegando ao fim, final do mundial de clubes. Ronaldinho arrebentou hoje, arrebentando a reputação daqueles que na copa falaram "que o cara era um engodo". De resto, sem grandes novas. Pouco vi. Pouco ouvi. Pouco li. Semana de segurar a onda. Avante. A frente. Sempre. Paz e Rock!