13.7.12

Depois de amanhã !

Algumas linhas sem imagens sobre o novo disco do CARBONA

Ao som de King Tuff. De novo. É vício! Recomendo! Cá estou há duas noites de gravar mais um disco com o CARBONA. Neste sábado a gente grava o instrumental de todas as músicas. Baixo, bateria e guitarra. Vamos gravar ao vivo. No click. Depois a gente dá aquela recheada com solos e outros detalhinhos. No próximo fim de semana vamos aos vocais. Esse é um papo que a gente vem levando a um tempo e resolveu depois de alguns discos voltar ao formato. No final das contas o que está em jogo é escrever músicas do som que a gente curte ouvir, se reunir, apertar play rec e fazer o som rodar praqueles que curtem , assim como a gente, o som dos 3 acordes.

É com muita felicidade e gratidão que recebo a oportunidade de gravar mais um disco com a banda da qual faço parte desde os meus 20 anos. A gratidão não está por trás de números, de absolutamente nada, mas sim de ter o previlégio de gostar de algo e ter uma nova chance fazê-lo. Esta condição de olhar pra banda e sentir vontade de fazer alguma coisa pelo simples fato de ter certeza de que vive-se mais aonde se é mais feliz. Ou se é mais feliz onde vive-se mais? Fazer por gostar. De verdade. Tocar por viver aquilo ali no momento . Ali, no processo. Simplesmente incrível.

Não temos gravadora. Se pudesse contar com uma? Gostaria. Mas eu gosto mais de tocar e assim a gente segue! Gastando sola de sapato. Fazendo aquilo que a gente gosta de ouvir. Na dúvida? A gente sempre escolhe seguir.

Não sei quantos shows vamos fazer, não sei se vou sair de casa pra tocar, mas sei que o processo de ensaio com Melvin , Pedro e Bjorn foi simplesmente incrível. E isso é a banda. A banda é o ensaio. A pilha. A vontade de escrever estas músicas rumo aos 40 anos de idade. Uma incrível sensação.




Ao longo destes 15 anos tivemos a alegria de trabalhar com pessoas incríveis , que nos apoiaram assim como todas aquelas que nos escreveram, foram em nossos shows, vestiram camisetas e conosco cantaram. Isso é simplesmente incrível. Vocês sempre foram incríveis.  O CARBONA nunca esteve na crista da onda nem nunca estará. Mas as ondas que surfamos sempre nos refrescaram e divertiram com o frescor da diversão.

Hoje a gente tá ali, de novo , pronto pra gravar. Voltaremos ao "melhor do mundo estúdios" onde fomos recebidos com muito carinho da última vez. No início de agosto receberemos por aqui no Rio, um amigo e companheiro de shows e roubadas de longas datas, nosso amigo Sergio Caldas de POA que vem rodar o clipe de "O mundo era bem mais legal". Em setembro, se tudo correr bem , é a vez de Bruno Baketa colaborar com vídeos. Mas não pára por ai...

Nesta semana tivemos uma grande surpresa de confirmar a colaboração de Mass Giorgini, produtor norte americano que já gravou 30% dos 3000 cds que tenho na prateleira. Esteve no estúdio com os grandes nomes da Lookout Records dos anos 90. Gravou The Queers, Groovie Ghoulies, Screeching Weasel, Ben Weasel e agora aguarda no Sonic Iguana, as fitas de gravação do CARBONA para mixar e masterizar nosso novo disco. Fruto de um contato de dez anos atrás, destes encontros que a teia da vida vai custurando até que finalmente! Rolou! 

Vamos lá tocar, curtir, divertir, fazer.

Fazer por gostar. De verdade!

Fiquem em paz, fiquem no rock.
HB!


Nenhum comentário: