28.4.10

Música Interestadual de quarto

Há alguns anos atrás o Rodrigo dos Magaivers de Curitiba me ligou dizendo, estamos lançando disco novo, queremos cair na estrada, vamos fazer a Chicletour III? Haviamos feito duas turnês seqüenciais para divulgar o Taito e o Cosmicômica, co-produzimos as datas, logística de ônibus, avião, vans e hotéis baratos. Muito baratos J. Naquele ano, o Carbona não tinha disponibilidade para viajar , eu estava disponível para a estrada mais uma vez e resolvi aceitar o desafio de acompanhar o Magaivers na estrada e para isso montei uma banda que contava com os próprios Magaivers como banda de apoio. Para isso fiz um ep “Uma Vida três acordes” que foi gravado de forma interestadual. Eu compus as músicas, enviei pela web, Rodrigo gravou baterias em Curitiba, me mandou arquivos eu fui pro estúdio aqui e conclui o EP. Pois bem, caímos na estrada. Abaixo a famosa camisa com datas de turnê, um sonho de criança realizado :)
Após a gravação do novo disco do CARBONA no mês passado, eu continuei compondo loucamente. Tenho tido necessidade de escrever músicas e recentemente numa conversa com o amigo Sergio Vato de POA, que tocou no Blitzkrieg e posteriormente nos Vatos, tivemos a idéia de gravar uns sons interestaduais. Sergio comanda um “home estúdio” e vai ficar responsável pela composição e gravação de arranjos. Eu pelas composições.

Ontem já mandei a primeira chamada “Eu sou a lenda”, uma música que fala de futebol, camisa 10, mística de um craque e ingratidão de torcedores. Amanhã enviarei pra ele “24 horas em Mumbai”. Com estas duas músicas gravaremos um EP Virtual, não sabemos ainda com que nome , se assinaremos como “Plasmatonicos” ou “Badke & Sergio Vato”. Seja lá como for , não importa, gravaremos e colocaremos na web pelo puro prazer de compor , gravar e ouvir o rock básico.

Sobre o disco do Carbona... estamos terminando o período de 15 dias de “hibernação” para retornar ao estúdio e mixar o disco. Este período foi necessário em função de uma outra produção que já estava agendada antes de começarmos. De uma certa forma , tirando a fissura de querer ver pronto, é até bom pra fazer a coisa com ouvido mais apurado e com mais calma. Mas estamos quase lá! O lançamento está mantido para junho, mês de copa do Mundo!
Paz e Rock!
HB

4 comentários:

Dudufish disse...

E quando que Brasília vai poder ver carbona novamente??? Ja faz um bom tempo né, ta na hora de dar um rolé aqui no cerrado... eheheh

Abraços

Henrique disse...

Opa! Acredito que com o disco novo a gente deve fazer shows por ai. Ao lado dos Gramofocas ou quem sabe Pedrinho Grana e os trocados :) abraço!

Brunão disse...

vou fazer uma moldura para essas duas camisetas. hahahaha

Henrique disse...

Valeu ai pelas fotos brunao. Pra mim elas são realmente excelentes lembranças! Abraço!