Pular para o conteúdo principal

GRIPE DIGA ADEUS!

Finalmente consegui me livrar da gripe que vinha me acompanhando nos últimos dez dias! Existe um certo drama envolvendo shows e gripe. Recentemente , estivemos gravando o disco e os prazos estavam super apertados, na época eu ia dormir todo dia falando alto comigo mesmo, por favor, nada de gripe, nada de gripe. Ficar gripado me obrigaria a gravar gripado e as sessões de gravação foram bem puxadas em função dos prazos. Quando terminou a gravação eu agradeci aos deuses do rock pela proteção. Pouco tempo depois, lá estava ela, a gripe. Me lembro que acordei e pensei foda-se, nem posso reclamar. Até por que o show de lançamento é só daqui há 20 dias. Já estava ficando meio “cabrero” por que os dias passavam e nada. E hoje finalmente, estou pronto pros 3 últimos ensaios. E para o show. Ao longo dos 9 anos de banda, eu já passei grandes perrengues com shows e gripe. A única certeza que você tem nessas horas é que você vai subir e cantar. O que vai acontecer, o que vai sair, ai é outro papo! O problema é que as vezes a gripe escolhe a época errada. O consolo é sempre o mesmo. De todos os shows que eu fiz até hoje, um único eu não tive condições de fazer. Um show em Toronto em 1998, quando peguei uma virose violenta que fazia eu tossir e assoar sangue. De resto, gripado ou não, eu nunca deixei de fazer um show. Um outro caso de época errada , foi o Porão do Rock! Porra 20.000 pessoas, um grande momento de êxtase, e um ingrediente desnecessário diga-se de passagem para um show dessa grandiosidade. Me lembro que acordei de manhã e pensei : FILHO DA PUTA! E vc me pergunta, filho da puta quem? Eu nem saberia dizer, Filho da Puta alguém. Eu, a gripe, a garganta, sei lá quem! Sei que aquele dia quase “arriei” de tristeza e decepção. Me lembro que sai andando pelo albergue que onde estávamos hospedado e a minha sorte era que naquele dia tinha uma cia de teatro passando a semana e a cozinha estava cheio de mantimentos alheios. Olhei praquilo, era chá de sei lá o que com etiqueta Raquel, era sal escrito não mexer, tinha de tudo um pouco. Pensei e falei os nomes em voz alta: vocês que me desculpem mas minha cura está aqui. Peguei sal, gingibre, e mais tudo que poderia me ajudar... levei pro quarto e estanquei aquela dor de garganta na “porrada”. O show foi sensacional, e mais uma estória e mais um remédio pra mente. Toda vez que rola gripe ou algo do gênero eu me lembro daquele dia. Gripes a parte... amanhã temos ensaio. Amanhã temos também uma premiere do vídeo clipe de Lunático. Vou ver pela primeira vez o clipe que será lançado na festa do dia 24. Anteontem tivemos uma reunião com a equipe da Outra Coisa para acertar os detalhes da festa de lançamento do disco. Fiquei felizão de ver todo o esforço que há por trás da festa. Várias ações de suporte ao disco que eu não tinha me dado conta que seriam feitas, ou que tinham sido conquistadas. No início desse ano a gente começou a conversar sobre a necessidade de conseguir um esquema de lançamento que fosse capaz de levar o nosso rock pra mais gente. Levar mais longe através de distro e através de divulgação mesmo. E por isso acreditamos que a OUTRA COISA seja uma ótima opção! Ótima opção por que a gente figura entre grandes nomes já lançados pela revista e artísticamente é gratificante, ótima por que leva nossos cds a dezenas e dezenas de cidades, ótimo por que tem um preço bacana e ótima por que existe uma equipe que trabalha pela divulgação! E como banda indie isso é motivo de orgulho. Se por um lado não levantamos bandeiras quanto ao fato de ser indie e de conseguir manter a banda ativa e tocando após tantos anos, por outro lado, é motivo de se orgulhar e de comemorar. Cá estamos nós vivendo mais um ano de rock, vivendo mais um disco, vivendo mais “estrada”. Paz e Rock! Na foto equipe Cinerama no dia de filmagem do clipe.

Postagens mais visitadas deste blog

PLAY REC, lay-outs de camisa, Guramas & Camila

Amanhã é dia de gravar! Está confirmada a gravação no estúdio BPM. Estarei gravando as guitarras e Dr. B gravando baixo nas 4 músicas do EP. Mais uma vez são elas: "Maria Sharapova", "A Melhor cerveja da Austrália", " Jogue os dados outra vez" e "Minhas canções". Estarei fazendo umas filmagens amanhã da gravação que serão disponibilizadas em MPGs no próprio cd que estará àvenda na TOUR e pelo correio também. Hoje foi dia de trrabalhar na arte de camisetas. É essencial para o sucesso de uma tour ( entende-se sucesso como sair de casa, tocar um mês e não ter q pagar o ônibus pra chegar em casa), ter um material de merchandising bacana+ discos para divulgar o trabalho e fazer um troco. Hoje trabalhei rapidamente em 2 lay-outs de camisa e gostaria de ouvir, na opinião de vocês qual o modelo mais legal. Um eu chamo de modelo "capa" pois é feito com elementos da capa do EP e outro é o modelo "mosrite". Se vcs puderem deixar um post

Show Acústico no Teto Solar!

Opa! No dia 29 de junho farei show no Teto Solar em Botafogo junto com exposição do Victor Stephan. Victao e ilustrador mestre ,autor da capa do Ciferal e amigo de longas datas e estamos promovendo este encontro para mostrar seus trabalhos e algumas musicas do Ciferal + hits carbonicos e musicas que eu gosto de bandas e artistas do rock gaúcho. Tudo isso num formato "polk" (punk+folk) turbinado pela participação da Cris Cafarelli que gravou o EP comigo. Fica aqui o convite para chegar la, dar uma sacada, uma ouvida e por que nao comer um dos melhores hamburguers do rio e beber uma cerveja?  Estive no Hanoi fazendo primeiro ensaio com a Cris neste final de semana e hoje a gente se encontra de novo , desta vez num esquema caseiro para passar / construir o set list do show.    Fiquem ligados! Paz!

Novo disco do CARBONA! Pré-lançamento digital dia 7 de setembro!

No dia 7 de setembro o novo disco do CARBONA “Dr Fujita Contra a Abominável Mulher-Tornado” será lançado. O que isso significa? Significa que todo mundo que visitar o site http://www.carbona.com.br/ do dia 7 de setembro à 7 de outubro poderá fazer download gratuito de todas as músicas do disco. Simples assim. Basta acessar o site, digitar CARBONA em um campo, realizar um pequeno cadastro e PUF! Poderá fazer download de todas as faixas do disco. Por que estamos fazendo isso? Porque queremos fazer nosso novo disco chegar a todos os fãs espalhados pelo Brasil e queremos conhecer aqueles que fizeram download do disco. A estes, que baixaram, serão oferecidas alternativas para nos remunerar caso queiram, através do oferecimento do CD físico, camisetas e outras coisas da banda. Nossa primeira gravação foi uma demo k7. De lá pra cá gravamos 8 cds, o último lançado há 3 anos atrás. Neste período muita coisa aconteceu na música. Múita coisa boa. Muita coisa ruim. Uma delas foi o enfraquecime