17.9.06

Passando a régua! Fim das gravações

Ao som das Pipettes! Uh hu! Nos últimos dias de gravação, o Léo que estava finalizando as vozes do disco virou e disse : Vc curte essa onda de backings ano 60 e etc? Vou trazer pra você o disco das Pipettes - um trio vocal inglês que tem uma banda de rock alternativo como banda de apoio e tocam de vestido de bolinhas e no visoo! Achei aquilo interessante, e cá estou eu mergulhando pela quinta vez consecutiva no disco das meninas. Quem se interessar: www.thepipettes.co.uk Tá bom, que você pode me dizer que parecem as novas Spice Girls. Mas são spice girls com visoo anos 60 e com melodias muito boas! Eu recomeeeendo! Deixemos as pipettes de lado e vamos ao que interessa. Ontem feixei a conta das gravações do disco! Acabou! Tive lá regravando duas vozes , fiz uns 15 takes de duas músicas e ainda trabalhei uns backings. Hoje acordei aliviado, em estado de graça. Ontem ouvi quase todo o disco mixado. Quando sai de lá já tinham 8 das 12 prontas. Ouví-las na sequência me deu a nítida sensação de que temos um puuuuuta disco na mão. Sem dúvida foi o mais trabalhoso de todos até aqui. Gravamos num esquema diferente, trabalhamos timbre das guitars em casa música e tivemos atividades intensas de composição com "pause play rec"! Muita coisa foi discutida, composta e gravada dentro do estúdio, sempre discutindo caminhos com Thomas. Estou muito satisfeito, feliz com o resultado. Conseguimos armar um esquema bacana com grandes parceiros e viabilizamos um disco com uma qualidade que nunca tivemos. Acho que encontrei um caminho definitivo nos vocais. No Taito e nos anteriores rasgava muito a voz. No Cosmicômica já comecei a buscar uma forma própria, uma identidade CARBONA nos vocais e agora no novo disco estou certo de que encontrei uma forma bacana! As guitarras ganharam diferents timbres e muito peso. Talvez um dos sons mais pesados que já tiramos em estúdio. O que mais me agradou nesse disco é que cada música foi trabalhada levando em consideração suas características, sem perder uma identidade no TODO. Em "Cara Escroto" a porrada do disco, um som porrada, nas faixas Carbônicas clássicas - backings à la Beach Boys / Queers. "Sessão da Tarde" ficou frenética com um baixão distorcido! Agora amigos é esperar o disco sai (vamos tentar disponibilizar um single virtual) e cair na estrada! O lançamento do disco está marcado para o dia 21 de outubro. Até lá vamos cuidar da produção do vídeo clipe, agendamento de shows e ensaios para a TOUR! Hoje à noite fecharemos o encarte do disco que segue para fábrica ainda essa semana. Paz e Rock!