Pular para o conteúdo principal

Sempre que eu fico feliz eu Bebo! Um brinde as Gramofocas e aos fãs do CARBONA!

Ouvindo Jupiter Maçã, Beatle George! Hoje pela manhã passamos divertidas horas conversando com os Gramofocas no lobby do hotel enquanto esperavamos o almoço. Além de muita conversa sobre música ( que novidade!!! ), Carbona, Gramofocas, idéias e projetos futuros, cantarolamos em uníssono essa música do Júpiter. Não haveria outra melhor pra escrever este post. Ontem fui tocar em BH com o CARBONA no 53 HC Festival. BH é um dos nossos "portos" preferidos. Uma cidade divertida, onde se beber muita cerveja, se come bem, onde temos muitos amigos e fãs também. Por este motivo, de largada já seria divertido. O Bart mais uma vez caprichou no festival. Um boa etsrutura, um lugar bacana, bandas de vários estados reunidos. Mais uma iniciativa digna de aplausos. No ano passado já tinhamos participado do festival e aquele dia entrou pro hall das "melhores noites Carbônicas" e a expectativa era enorme. O show acabou não sendo credenciada às melhores noites Carbônicas, mas nem por isso deixamos de viver uma grande noite. O show ficou muito prejudicado por problemas técnicos como por exemplo "microfone dando choque", o que me obrigou a cantar bem afastado fazendo desta a maior preocupação no palco. Quando você tem que se preocupar com isso, você acaba deixando coisas mais importantes de lado como por exemplo fazer um show vibrante. Quem por lá esteve jura que o show foi "muito bom", mas quando o desconforto se implanta, a curtição sempre diminui. Adicionemos mais uma falhada no baixo e na guitar e pronto, temos um show que do palco pra dentro pelo menos ficou um pouco prejudicado. E é nestes dias que os fãs dão o show! Mais uma vez a galera de BH esteve ali. Grudada no palco cantando todas as músicas, assim como nas mais de dez vezes que tocamos por lá. Ontem foi um dia em que acendeu a luz vermelha de uma das minhas maiores "regras" do rock. O público ontem esteve melhor que a banda. E quando isso acontece há de se ter a humildade e gratidão de perceber, assumit e retribuir. Por este motivo acabei o show dizendo "na próxima volta à BH" a cerveja é por nossa conta! No final das contas valeu. O prazer de cantar as músicas junto com fãs, o prazer de ver as músicas do novo disco sendo cantadas pela galera e ouvir alguém pedindo "Amor de Supermercado", a minha favorita do Apuros. Como dizem por aí , não tem preço. Acho que o ponto alto da noite acabou sendo uma jam com os Gramofocas em "Sempre que eu fico feliz eu bebo!". Sou fã de carteirinha dos caras e ontem estiveram impecáveis na noite! Aliás diga-se de passagem foram os donos da noite! O melhor dos shows, uma interação incrível com o público, longa vida aos Gramofocas! Que aliás nos presentearam com uma música no hotel. Aproveitamos a "prosa" e fizemos um MPG com o Paulo mostrando a composição que virou "presente pro Carbona". Obrigado amigos! Obrigado a todos os fãs de BH que mais uma vez apareceram. Vocês fizeram nossa noite valer à pena. Paz e Rock!

Postagens mais visitadas deste blog

Quem é Dr. Fujita? Um track list comentado do novo disco!

Mas afinal de contas quem é Dr. Fujita? Dr. Fujita foi um cientisa pesquisador de tornados. Ele é o criador da escala F, ou escala Fujita, usada na medição de tornados e seu potencial destrutivo. Bem, o potencial destrutivo nos leva a mulher Tornado (risos). Mas quem é a Mulher Tornado? A mulher Tornado anda a solta por ai! São muitos os relatos dos que já sofreram sua fúria! Voa casa, carro, coração desintegra, destruição completa e absoluta. Imaginando este combate do homem que melhor conheceu a fúria dos Tornados contra a Abominável Mulher Tornado, chegamos no novo disco que reúne, como sempre, um apanhado de estórias contadas em menos de 3 minutos e 2 acordes, dando continuidade a nossa "onda" de cantar estórias. O Fujita original: O nosso Fujita, na pele do Dr. Mad Mattos, que fez uma incrível participação na capa do disco! Vamos ao disco: 1- Sopa de água-viva: uma introdução instrumental punk rock! Frenético! Uma cartão de visitas do disco que virou também nossa intr

Arqueologia CARBONA!

Foi disponibilizado hoje no "Ramone to the Bone" um blog dedicado a bandas ramônicas " 3 acordes" uma gravação do CARBONA feita no ano de 2004 na rádio Brasil 2000 fm. Esta gravação foi feita durante a Chicletour II, turnê de mais de 20 shows que fizemos pelo Brasil ao lado dos Magaivers! O link para download é: http://ramonetothebone.blogspot.com/search/label/Carbona Ainda não ouvi os arquivos disponibilizados, mas eu me lembro que na época a gravação tinha ficado bem bacana. O tracklist é: 1. Carbona - Felicidade Incondicional (2:01)2. Carbona - Meu Primeiro All Star (2:32)3. Carbona - 43 (3:13)4. Carbona - Copo Dagua (1:38)5. Carbona - Casaco Azul (1:47)6. Carbona - Esqueletos Em Todo Lugar (1:53)7. Carbona - Fliperama (1:26)8. Carbona - Urbania Diga Adeus (2:43)9. Carbona - E Impossivel Ser Tudo Para Tod (0:50)10. Carbona - 1001 Doses (Ate Voce Voltar) (2:21)11. Carbona - Rockaway Beach (Cut) (1:51)12. Carbona - O Mundo Sem Joey (2:57)13. Carbona - Especialmente

Novas camisetas do CARBONA numa parceria HBB + Victor stephan

Opa! Hoje a HBB anunciou pré venda de novas camisetas do CARBONA com artes exclusivas feito pelo grande Victor Stephan. Os modelos são "Back to Basics", "Antonella Toma Pilulas", "Passeio no barulho da cidade grande" e "Para onde vão as nuvevs", sendo estas últimas músicas do disco Panama que ganharam vida nos riscos e cores de VS! A HBB faz pacotes com todos os modelos + disco e já está disponível para a venda! Fiquem ligados.  Quer comprar , acesse o link! http://www.hbbstore.com/search.html?searchQuery=carbona  Paz e Rock!